• Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Viva Bela Cosméticos
  • Reveillon do Vera
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Chácara da Sefin
  • Zoo Fest
  • Auto Escola Norte
  • Faculdade UNIJIPA
  • Primeira cirurgia do coração no interior de Rondônia é um sucesso

    Saúde
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 07/07/2018 ÀS 04:19:33

    Primeira cirurgia do coração no interior de Rondônia é um sucessoA primeira cirurgia de coração realizada no interior de Rondônia aconteceu hoje em Ji-Paraná, durou cinco horas e meia, a paciente saiu da sala conversando, recebeu visita da família e poderá voltar às atividades normais dentro de 60 dias. A informação foi prestada em primeira-mão à Folha de Rondônia News pelo cirurgião cardíaco Francisco Siosney, um dos responsáveis pelo sucesso desse procedimento. 

    A cirurgia teve início às 7 horas de hoje (06/07) no Hospital Cândido Rondon (HCR). A personagem desse acontecimento histórico para a medicina do interior de Rondônia é a paciente Lucimara de Oliveira, de 34 anos de idade – uma agricultora de Nova Brasilândia do Oeste/RO. Ela recebeu uma nova válvula mitral: uma das quatros válvulas do coração responsáveis pelo bom funcionamento. 

    A equipe médica contou com os cirurgiões cardíacos doutores Francisco Siosney e Daniel Trompieri. O anestesista foi o doutor Thiago Serra; o perfusionista foi a biomédica Michelle Moreira e, a instrumentadora, a enfermeira Laura Cristina. Daniel Trompieri é de Fortaleza/CE. 



    No momento em que a bomba extracorpórea começou a funcionar, o coração da paciente ficou parado por pelo menos uma hora e meia para que fosse trocada a válvula mitral. Ainda, segundo cirurgião cardíaco Francisco Siosney, a paciente reagiu muito bem; saiu da sala respirando sem ajuda de aparelhos e conversando. O pós-operatório de Lucimara será dois dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI); a partir daí, ela ficará quatro dias em um apartamento do hospital para depois receber alta. Em dois meses a agricultora de Nova Brasilândia do Oeste poderá voltar aos afazeres de uma vida normal. 

    Um fato que chama a atenção é que nem a equipe médica, nem os fornecedores de materiais e o próprio hospital HCR não cobraram nada pelo procedimento que custaria pelo menos R$ 80 mil.  Além da equipe médica que realizou a cirurgia, pelo menos 13 profissionais acompanharam entre médicos e enfermeiros permaneceram na sala de operação.

     
     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08