Portaljipa
  •  
  •  

Prefeitura de Ji-Paraná oferece teste rápido para dengue, chikungunya e zika vírus

Saúde

POR Paulo Portaljipa EM 18/12/2017 ÀS 12:00:57

Prefeitura de Ji-Paraná oferece teste rápido para dengue, chikungunya e zika vírus




 A
população de Ji-Paraná conta agora com testes rápidos para a dengue e
chikungunya. Os kits estão disponíveis no Laboratório de Epidemiologia da
Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). Devem fazer os testes pacientes com
sintomas das doenças e que tenham a solicitação do médico ou enfermeiro da rede
básica de saúde ou Hospital Municipal.



O
resultado é rápido. Em 20 minutos o paciente fica sabendo se está ou não
infectado. Se o teste der positivo, o paciente inicia o tratamento e a equipe
do laboratório colhe a sorologia e encaminha ao Laboratório Central de Saúde
Pública de Rondônia, o Lacen, em Porto Velho, onde será feita a confirmação.



Além
dos testes rápidos de dengue e chikungunya, o município também oferece a
tecnologia que identifica em poucos minutos o zika vírus. As três doenças são
transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.



Os
testes rápidos são fundamentais para o diagnóstico rápido, o tratamento correto
e o monitoramento da área onde mora o paciente. Para a diretora do Departamento
de Vigilância em Saúde, Emanoela Sousa, essa novidade ajudará a controlar os
casos das doenças transmitidas pelo mosquito da dengue.



“Nós estamos em estado
de alerta sempre e agora temos mais uma arma, um recurso para monitorar e
acompanhar esses pacientes. O caso suspeito pode ser descartado com mais
agilidade. Com a confirmação de uma das doenças, nossas equipes vão até a
região onde o paciente reside, e fazem o bloqueio químico com o fumacê, eliminando
os mosquitos”, explicou Emanoela.



Mesmo
com tecnologias e ações que contribuem para a diminuição dos casos de dengue em
Ji-Paraná, a população é convidada a contribuir acabando com os criadouros e
impedindo que os mosquitos nasçam. “Os moradores precisam fazer isso
diariamente. Não deixar lixo acumulado em casa, afinal 40% dos criadouros no
município está no lixo doméstico. Aquele copinho ou tampinha de garrafa no
quintal pode fazer a gente perder essa briga com o mosquito. Então vamos
colaborar”, insistiu a diretora do departamento.


 

Fonte - Assessoria

 
 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08
  •  
  •  
  • Portaljipa