• Viva Bela Cosméticos
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • Materjipa Materiais para Construção
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Q FOME
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • Singeperon promete unir forças com sindicatos contra o

    O Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores do Estado de Rondônia (Singeperon) posicionou-se na sexta-feira (11/12) contra o chamado “Pacote da Maldade” do govern...

    Política
    3 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 14/12/2015 ÀS 16:32:44

    Singeperon promete unir forças com sindicatos contra o

    O Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores do Estado de Rondônia (Singeperon) posicionou-se na sexta-feira (11/12) contra o chamado “Pacote da Maldade” do governo de Confúcio Moura, que visa retirar vários benefícios já conquistados pelos servidores públicos estaduais, dentre eles a licença-prêmio.


     


    A disposição do Sistema Penitenciário e Socioeducativo em lugar contra essas iniciativas do Governo foi confirmada pelo presidente do Singeperon e líder da categoria, Anderson Pereira, durante reunião ocorrida no Gabinete do deputado estadual Léo Moraes.


     


    O encontro, convocado pelo parlamentar, reuniu também diversos representantes dos sindicatos do funcionalismo público, os quais reafirmaram sua posição pela defesa dos direitos dos servidores, sendo eles o Sintero, Sinjur, Sintraer, CSB, Sinsepol, Sintec, Sindsaúde e Sindafisco.


     


    Na ocasião, Léo Moraes, informou aos líderes sindicais que já teve acesso à minuta de projeto de lei que o Estado pretende enviar à Assembleia Legislativa para extinguir a licença-prêmio, assegurada pela Lei Complementar nº 68, de 09 de dezembro de 1992, e concedida ao servidor com assiduidade a cada cinco anos de serviço. O deputado também citou outros projetos que pretendem aumentar os impostos estaduais, dentre eles o IPVA.


     


    Indignados, os sindicalistas manifestaram ser inadmissível qualquer proposta que venha retirar direitos dos servidores, que agora também tem que lutar para manter o que conquistaram.


     


    Anderson lembrou que a união dos sindicatos já demonstrou no passado ser muito forte e que esta é a hora de somar novamente as forças. “O pacote da maldade, na minha opinião, já começou com essas reformas administrativas. No caso da Secretaria de Estado da Justiça, em quantidade de cargos que beneficiam os concursados, ela já foi rebaixada a uma superintendência. Hoje um servidor que trabalha dentro do maior presídio do Estado, ele ganha para ser chefe de uma equipe menos de 400 reais para assumir vários processos e responsabilidades, então, isso é injusto. Enquanto isso, temos conhecimento de gente que recebe até acima do teto constitucional no Estado, o que é crime. Chamo, portanto, a atenção pela necessidade desta união, onde já contamos com o apoio do deputado”, ressaltou.


     


    Os presentes citaram que o governo valoriza o inchaço dos cargos comissionados e sempre quando é para cortar gastos, vão na carne do servidor de carreira para quem sempre falta dinheiro. “É uma política perversa para o funcionalismo público. Hoje estamos lutando para não tirarem os direitos que com muita briga conquistamos”, destacou Pereira.


     


    Por unanimidade, os líderes sindicais decidiram que irão divulgar uma nota de repúdio contra a intenção do governo de acabar com a licença-prêmio, bem como, por meio da assessoria do deputado Léo Moraes, tentarão marcar uma reunião com a Casa Civil do Executivo para exigir explicações e discutir a questão.



    Pelo Singeperon, estiveram presentes ainda os advogados Cristiano Polla e Johnny Deniz, do Escritório de Advocacia Polla, Rabelo e Tomasete.


     


    Veja o vídeo - https://youtu.be/R9ZAV6NRKQw

     

    Fonte - Assessoria

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08