Residencial Rondon I, obras devem ser finalizadas em Setembro

ð Cerca de 90 contemplados foram substituídos por suplentes

Política
2 minutos de leitura

Paulo Portaljipa EM 09/04/2018 ÀS 13:39:01

Residencial Rondon I, obras devem ser finalizadas em Setembro







Uma comissão formada por contemplados do Residencial
Rondon I foi recebida, na manhã de hoje (09), pelos Engenheiros da empresa
Coenge, John Almeida e Caio Moura, pela Secretária Municipal de Assistência
Social, Sônia Reigota, pelo gerente de Habitação, Marcorelio Munhoz, e pela
Coordenadora de Assistência Social, Lidiane Tanazindo, com o objetivo de
esclarecer dúvidas dos futuros moradores quanto ao andamento da obra e quanto
aos próximos procedimentos que serão realizados pela Caixa Econômica Federal
até a entrega das chaves. A reunião ocorreu a pedido do vereador Johny Paixão
visando tirar dúvidas das famílias contempladas.




Foi esclarecido aos moradores que a empresa segue o
cronograma estabelecido pelo contrato e que as obras devem ser finalizadas no
mês de setembro. Somente após a conclusão das obras é que a Construtora irá
marcar as vistorias dos imóveis junto aos beneficiados. Outra informação
importante prestada pela Construtora é que praticamente todas as residências já
estão finalizadas, faltando os serviços externos nos espaços públicos e parte
da Estação de Tratamento de Esgoto.




Conforme o Engenheiro da Coenge, Caio Moura, os contemplados
podem ficar despreocupados quanto a entrega das obras, uma vez que a empresa
está seguindo todo o cronograma estabelecido junto a Caixa Econômica. “A Coenge
possui 29 anos de existência e nunca deixou de entregar uma obra. Estamos com
mais de 40 funcionários trabalhando e vamos entregar dentro dos prazos firmados
no contrato”, ressaltou.



Já a Secretária Municipal de Assistência Social, Sônia
Reigota, esclareceu que dos 600 contempladas, 91 famílias foram substituídos
pelos suplentes devido a inconsistências de documentação ou por desistência. Os
novos suplentes estão passando por verificação documental, técnica e social,
pelas equipes da Semas e pela Caixa Econômica Federal, podendo ainda ocorrer a
convocação de novos suplentes.




Outra dúvida esclarecida aos moradores era se em
virtude do processo eleitoral deste ano, correria o risco de as obras serem
paralisadas ou o cronograma para a entrega ser alterado. Sônia Reigota
esclareceu que o pleito eleitoral não influência em nada no andamento do Programa
Minha Casa Minha Vida. “As obras seguem normalmente, independente das eleições.
Sabemos que essas famílias estão ansiosas para conhecerem suas novas
residências, mas temos uma legislação e vários procedimentos técnicos que devem
ser cumpridos para tudo ocorra da melhor forma possível”, esclareceu.

 
 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08