• Viva Bela Cosméticos
  • Expojipa2 019
  • Auto Escola Norte
  • Chácara da Sefin
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Odonto Malini
  • Hospital de Ji-Paraná corta gastos e retira alimentação de acompanhantes

    O fornecimento alimentação para acompanhantes de pacientes do Hospital Municipal de Ji-Paraná (RO) está suspenso por tempo indeterminado. Segundo a direção do...

    Política
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 28/10/2016 ÀS 01:26:47

    Hospital de Ji-Paraná corta gastos e retira alimentação de acompanhantes

    O fornecimento alimentação para acompanhantes de pacientes do Hospital Municipal de Ji-Paraná (RO) está suspenso por tempo indeterminado. Segundo a direção do hospital, o corte foi realizado para contenção de gastos na unidade. Apenas acompanhantes menores 18 anos ou maiores de 60 anos continuam recebendo alimentação no hospital, localizado na região central do estado.


    Segundo o diretor do Hospital Municipal, Antelmo Ferreira, o corte realizado para contenção dos gastos público já está valendo. "Estávamos gastando mais com alimentação do que com o próprio medicamento, o que para mim é inaceitável. A arrecadação dos municípios caiu drasticamente. Ou nós fazemos esses reajustes ou correremos o risco de faltar alimentos ou oferecer comida de baixa qualidade nutricional aos pacientes", afirma o diretor.


    A alimentação continua sendo oferecida apenas para acompanhantes menores de 18 anos ou idosos acima dos 60 anos de idade. Segundo o advogado Rafael Viana, a medida do Hospital Municipal é legal.


    "Os hospitais são obrigados a oferecer alimentação aos pacientes. Já para os acompanhantes, a obrigatoriedade é apenas para menores de idade, pessoas com mais 60 anos e pessoas com algum tipo de deficiência física. Para a faixa intermediária, acompanhantes com mais de 18 e menos de 60 anos, essa distribuição é opcional", comenta Rafael.


    A alimentação para funcionários fora do regime de plantão também foi suspensa. Segundo o diretor do HM, o hospital fornecia cerca de 50 mil refeições por mês, entre funcionários, acompanhantes e pacientes.


    "Os servidores que trabalham no expediente de 6 horas corridas ou 8 horas intercaladas deverão fazer sua alimentação em casa. Os plantonistas continuam tento direito a alimentação, serão cortados apenas os excessos", conta Antelmo.

     

    Fonte - G1/]RO

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08