Portaljipa
  •  
  •  
  •  

Greve dos caminhoneiros entra no 7º dia e RO segue com escassez de combustível

Política

POR Paulo Portaljipa EM 28/05/2018 ÀS 09:56:59

Greve dos caminhoneiros entra no 7º dia e RO segue com escassez de combustível

A greve dos caminhoneiros está no sétimo dia em Rondônia. Durante a semana passada, mais de dez pontos de bloqueios parciais foram mantidos nas rodovias federais do estado, mas por ordem da Justiça Federal, todas as barricadas foram desfeitas. No domingo (27), caminhoneiros voltaram a fechar a BR-429, na zona urbana de Monte Negro, mas liberam no mesmo dia.

Mesmo com as vias liberadas, as cidades enfrentam o desabastecimento de combustível e comida. A energia continua sendo racionada em algumas cidades que dependem de termelétricas e os portos fluviais permanecem fechados.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, PRF, para a retirada das barricadas das rodovias foi realizada a "Operação Rodovia Segura", que tinha como objetivo garantir a ordem; previnir a interdição das vias; garantir prioritariamente o fluxo de veículos de carga transportando combustíveis pra aeroportos, usinas termelétricas e materiais hospitalares; e acompanhar os oficiais de justiça da Justiça Federal na notificação dos organizadores e participantes dos bloqueios.

Nos seis dias de bloqueios, foram parcialmente interditadas as BR-364, BR-421, BR-429 e a Estrada do Belmont, em Porto Velho, que liga a capital aos portos fluviais, por onde o combustível entra no estado.

Veja os principais reflexos da paralisação no estado:

Combustível

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Rondônia (Sindipetro-RO), com a liberação das vias federais, cerca de 90% dos postos de combustível de Porto Velho já foram abastecidos com gasolina e diesel, mas o interior continua em sua maior parte sem o combustível. Ainda de acordo com o sindicato, o etanol, que vem do Mato Grosso, não está entrando no estado.

Mesmo com as rodovias liberadas, o transporte de combustível está acontecendo com dificuldade estado. Segundo o Sindipetro, gasolina e diesel não estão descendo para o interior e só estão passando caminhões escoltados. Em Candeias do Jamari, onde havia um ponto de bloqueio, mais de 800 caminhões estão parados em um posto de gasolina e os caminhões que deveriam carregar os combustíveis estão parando voluntariamente. As escoltas são apenas para situações emergenciais.

Alimentos

Conforme o Sindicato do Comércio Atacadista de Rondônia (Singaro), o estoque de frutas e vegetais no estado está quase zerado e algumas empresas não estão mais com atendimento ao público nesta segunda-feira (28). O Singaro informou ainda que o prejuízo para o setor está em torno de R$ 1 milhão.

Transporte público

O transporte público foi normalizado em Porto Velho segundo o Consórcio SIM. Os ônibus que estavam com redução de frota no fim de semana, voltaram a circular normalmente.

Aeroportos

No Aeroporto Internacional de Porto Velho, o abastecimento de aeronaves ainda não foi comprometido.

Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Porto Velho informou que os estoques de medicamentos e insumos são reabastecidos semanalmente, e que a capital tem estoque para mais uma semana. Os atendimentos em unidades de saúde estão sendo feitos normalmente.

O Hospital Regional de Vilhena informou que precisou fazer uma transferência para Porto Velho no sábado (26), mas a criança de um mês foi levada por uma aeronave. Segundo a direção, caso algum paciente precise ser levado para a capital, a 700 km de distância, não há como a transferência ser feita por ambulância, pois não há combustível disponível nos postos do no meio do caminho. O estoque de medicamentos está baixo, mas ainda não está faltando.

Segurança

A Polícia Militar do estado afirma que as viaturas estão com os tanques cheios e os atendimentos a chamados estão acontecendo normalmente.

Coleta de lixo e serviços públicos

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) suspendeu os prazos, audiências e sessões dessa segunda-feira (28) devido a greve dos caminhoneiros e a escassez de combustível no estado.

O Minstério Público alterou horário de expediênte a partir dessa segunda (28) até enquanto durar a greve. O ógão passa a funcionar em todo o estado das 7h às 13h. Para atendimento ao público de demandas emergenciais, será realizado plantão nos dias úteis de 13h às 19h.

Portos fluviais

De acordo com a assessoria do Porto Público de Porto Velho, os portos permanecem parados desde quarta-feira (23) pois as carretas não estão chegando para abastecer. Apenas o combustível foi liberado, devido a liminar da Justiça Federal em Rondônia.

Energia e abastecimento

Cerca de 50 mil residências ficaram sem energia elétrica durante a sexta-feira (25) em sete municípios de Rondônia devido a falta de óleo diesel para abastecer as usinas termelétricas. No sábado, com a liberação da Estrada do Belmont, caminhões de combustível foram escoltados pela BR até essas usinas, para garantir o retorno da geração de energia.

A assessoria da Eletrobras Distribuição Rondônia afirma que o fornecimento de combustível já encontra-se normalizado.

Rodovias com protestos

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não há pontos de bloqueio no estado. No entanto, mesmo com as vias federais liberadas, e os caminhões estacionados nos postos de combustível, os manifestantes permanecem nos locais, reunidos às margens das BRs.

Em Candeias do Jamari, cerca de 20 km de Porto Velho, não há barricadas na estrada mas os caminhões são estão podendo passar com escolta policial.

 

Fonte - G1

 
 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08
  •  
  •  
  • Portaljipa