• Grelhados Amburgueria
  • Morena Bonita Salão de Beleza
  • Mercadão dos Óculos
  • Viva Bela Cosméticos
  • GIRO RAPIDO LAVA JATO
  • Nova Car
  • Instituto de Olhos Caius Prieto Ji-Parana
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • Dilma lamenta escolha de Temer como vice, e pensado que ele representava "centro progressista"

    BRASÍLIA (Reuters) - A presidente afastada Dilma Rousseff lamentou nesta segunda-feira ter o presidente interino Michel Temer como vice em sua chapa eleitoral e disse ter acreditado que ele rep...

    Política
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 30/08/2016 ÀS 01:12:05

    Dilma lamenta escolha de Temer como vice, e pensado que ele representava

    BRASÍLIA (Reuters) - A presidente afastada Dilma Rousseff lamentou nesta segunda-feira ter o presidente interino Michel Temer como vice em sua chapa eleitoral e disse ter acreditado que ele representava o "centro democrático progressista" do país.


    Depois de mais de 12 horas de depoimento no Senado, Dilma falou diretamente pela primeira vez de Temer e do PMDB ao ser questionada, em sequência, pelos senadores Telmário Mota (PDT-RR) e Cristovam Buarque (PPS-DF) sobre com quem irá governar caso vença a votação do impeachment e por que escolhera Temer como seu companheiro de chapa.


    "Foi escolhido para ser meu vice porque supúnhamos que era integrante desse centro democrático progressista e transformador. Nós acreditávamos que ele representava o que havia de melhor no PMDB. Eu não sei quando isso começou a mudar, mas o certo é que começou a mudar", afirmou a presidente afastada.


    Resultado de imagem para Dilma lamenta escolha de Temer como vice, e pensado que ele representava "centro progressista"


    Dilma lembrou conversa gravada do senador Romero Jucá (PMDB-RR), um dos braços direitos de Temer, em que ele diz que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), não gosta de Michel Temer "porque o Michel é Eduardo Cunha".


    "O centro deixa de ser um centro progressista para ser golpista e conspirador", acusou Dilma.


    Ao responder Telmário Mota --que dividiu o PMDB entre uma ala "do bem" e outra, "do mal", Dilma disse que "Deus me livre" do "PMDB do Mal".


    "O Brasil sempre teve um centro democrático e teve dentro dele um conjunto de lideranças progressistas. Lamento que nos últimos tempos essa liderança se transmudou em uma liderança ultra conservadora, ultra fundamentalista que não tinha parâmetros éticos. Com esse PMDB eu jamais governarei ou conviverei", garantiu.


    Dilma destacou lideranças do PMDB que, reconheceu, sempre lutaram pela democracia e disse que não se pode esquecer esse papel do partido. "Mas esse centro democrático passa a ter pessoas do tipo de Eduardo Cunha e seus aliados", afirmou.


    Um dos últimos a falar, o senador Zezé Perrela (PDT-MG), questionou as falas da presidente afastada de que o governo Temer não seria legítimo porque não foi eleito. Perrela afirmou que os votos recebidos por Dilma foram dados também a Temer, seu companheiro de chapa.


    "Os votos não são do senhor Michel Temer. Os votos foram conquistados por mim", reagiu a petista.

     

    Fonte - UOL

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08