• Materjipa Materiais para Construção
  • Viva Bela Cosméticos
  • Odonto Malini
  • Chácara da Sefin
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Expojipa2 019
  • Auto Escola Norte
  • Bolsonaro posta vídeo gay e desabafa; publicação pode render impeachment

    Opinião é de um dos mentores do pedido de destituição de Dilma Rousseff

    Política
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 06/03/2019 ÀS 16:43:56

    Bolsonaro posta vídeo gay e desabafa; publicação pode render impeachment

    O presidente Jair Bolsonaro publicou no Twitter um vídeo com cenas obscenas que teriam ocorrido durante a passagem de um bloco de carnaval, que ele mesmo considerou não se sentir “confortável em mostrar.”

    Na postagem, na noite desta terça-feira, 5, Bolsonaro diz que “temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades”. E criticou: “É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro”. O presidente também pediu que seus seguidores comentassem e tirassem suas próprias conclusões sobre o vídeo.

    A publicação foi alvo de críticas de internautas, que disseram ter denunciado o post ao Twitter por desrespeitar as regras da rede social por conteúdo impróprio.

    Veja abaixo:

    Mais cedo, Bolsonaro também publicou um vídeo em que um cantor rebate críticas feitas por Daniela Mercury e Caetano Veloso na música Proibido o Carnaval. Também pelo Twitter, a cantora rebateu. “Se assim desejar, irei com minha esposa, que é também minha empresária, até Brasília para conversar com o senhor sobre o assunto.”

    impeachment 

    Um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, o jurista Miguel Real Júnior avalia que a publicação de um vídeo pornográfico por parte de Jair Bolsonaro, na terça-feira (5), poderia custar o cargo ao presidente da República. 

    Reale argumenta que, de acordo com a lei 1.079 de 1950, é crime contra a probidade na administração “proceder de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo”. Ou seja, Bolsonaro teria quebrado o decoro por ter postado o vídeo em suas redes sociais.

    "O que destaco é a absoluta desnecessidade de enviar este vídeo adjeto ao povo brasileiro para denunciar algo que tenha sido visto, previamente, por centenas de pessoas”, o jurista explicou ao jornal o Globo.

    “Com a divulgação, ele deu exposição a um fato restrito, sem nenhuma necessidade: ou seja, ampliou o ato. Algo que seria visto por algumas pessoas foi visto pelo Brasil inteiro”, complementou.

     

    Fonte - Das Agências

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08