Bolsonaro diz que, se eleito, país sairá da ONU : 'Não serve para nada'

Política
3 minutos de leitura

Paulo Portaljipa EM 18/08/2018 ÀS 18:48:16

Bolsonaro diz que, se eleito, país sairá da ONU : 'Não serve para nada'

Com uma "postura de estadista", seu pai deu a "resposta que ela merecia, colocou ela em xeque", afirmou. "Ela que perdeu as estribeiras. Foi se aproximando dele, elevando o tom de voz. Tentou colocar [Bolsonaro] em saia justa exatamente pela condição dela de ser mulher, para poder se vitimizar."

Duas autoridades femininas, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e a advogada-geral da União, Grace Mendonça, foram à cerimônia.

Bolsonaro disse que "não teve o prazer de apertar a mão" de Raquel, que pediu a impugnação de Lula no mesmo dia em que o ex-presidente pediu o registro de sua candidatura ao Planalto.

Lembrado que Dodge denunciou também Bolsonaro, sob acusação de racismo, o presidenciável respondeu não ver "nenhum constrangimento" nisso e, em seguida, afirmou que a procuradora se deixou levar pela esquerda. "Ela se perdeu completamente, ela nunca foi a um quilombola. Ela foi levada por uma onda de esquerda politicamente correta."

Dodge o denunciou ao Supremo Tribunal Federal por causa de uma palestra que Bolsonaro deu no Clube Hebraica do Rio em 2017. a PGR transcreveu trechos da palestra que seriam ataques a quilombolas, como o seguinte: "Eu fui em um quilombola em Eldorado Paulista. Olha, o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas". Para Dodge, o político se referiu a essas pessoas como se fossem animais, ao utilizar a palavra arroba.

Uma última palavra sobre o debate da noite anterior: Bolsonaro falou sobre a cola que escreveu com caneta na palma da mão ("Lula" e outros lembretes) e que foi registrada por fotógrafos. "É uma tática minha. Minha mão apareceu em todos os jornais do país, estou muito feliz com isso."

Presença rara em eventos públicos, o mais novo dos quatro filhos homens de Bolsonaro, Jair Renan, 20, ficou num canto do pátio ao lado da mãe, Ana Cristina Valle, segunda ex-mulher do presidenciável. De terno azul celeste, -ele que nas redes sociais exalta o pai- se afastou assim que a reportagem o interpelou.

Outros filhos presentes: o primogênito, Flávio, candidato ao Senado pelo PSL, e o deputado Eduardo, que busca a reeleição.

Num segundo momento, Jair Renan filmou com o celular r o pai dando entrevistas para a imprensa. A reportagem tentou nova abordagem. Seu irmão Eduardo, próximo, pediu rindo que o irmão fosse deixado em paz. "Dá dois anos para ele falar." Em dois anos o país terá nova eleição, a municipal, lembrou a reportagem. Renan seguirá o caminho dos irmãos mais velhos e ensaiará a via política? O rapaz riu e acenou, sem dizer uma palavra.

Na volta, os formandos e seus familiares saíam do pátio onde numa fachada se lia "cadete! Ides comandar, aprendei a obedecer" e partiam em carros que tinham na traseira pneus estepes com capas temáticas: "Keep calm, the cavalry is here" (mantenha a calma, a cavalaria está aqui) e "nas mãos de Deus". Com informações da Folhapress.

 

Fonte - Das Agências

 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08