RONDONIENSE É MANTIDA EM CÁRCERE PRIVADO DURANTE UM ANO POR HOMEM DE MG QUE CONHECEU NO FACEBOOK

Policial
3 minutos de leitura

Paulo Portaljipa EM 18/12/2018 ÀS 18:20:18

RONDONIENSE É MANTIDA EM CÁRCERE PRIVADO DURANTE UM ANO POR HOMEM DE MG  QUE CONHECEU NO FACEBOOKUma mulher, de 36 anos, e o filho dela, de 7, foram resgatados de uma propriedade rural onde eram mantidos em cárcere privado há cerca de um ano, em Conselheiro Pena, na região do Rio Doce. Eles eram agredidos e obrigados a trabalhar em plantações de café e milho. O responsável, um homem de 57 anos, foi preso nessa segunda-feira (17) pela Polícia Militar e as investigações estão a cargo da Delegacia de Conselheiro Pena.

Segundo a tenente Thaís Moura, a mulher, de origem humilde, contou que conheceu o homem pelo Facebook e veio de Rondônia, estado do Norte do Brasil, para encontrá-lo.

"Ele dizia que daria uma boa vida aqui para ela e para o filho, porque na cidade dela eles também não tinham muitas condições. E ela veio iludida com isso e acabou sendo impedida de sair da propriedade durante todo esse período", conta.

O homem morava sozinho em um povoado conhecido como Chapada do Bueno, em Conselheiro Pena, e vivia das suas plantações. Quando a vítima chegou na região, ele passou a impedi-la de ter contato com seus familiares e qualquer outra pessoa.

"Ela não podia nem sair para comprar comida, era ele que trazia tudo, e só as coisas básicas. A criança disse que nunca tinha tomado uma Coca-Cola", relata a militar.

No local, a mulher era obrigada a trabalhar e nunca teve nenhum retorno financeiro. "Ela trabalhava pesado pra ele, plantava e colhia café, descascava e carregava os sacos de milho, e não tinha um real", comenta.

Além disso, a vítima era constantemente agredida pelo homem, que chegou a cortar o cabelo dela com um facão. O filho dela também era agredido com uma correia de couro e forçado a trabalhar. O homem, com frequência, ameaçava de morte a mulher e ela nunca podia falar nada com ninguém.


foto: otempo

Após receber várias denúncias anônimas, a Polícia Militar realizou uma operação e prendeu o homem em flagrante por porte de arma de fogo, já que ele tinha uma espingarda calibre 32 em cima do guarda-roupa e vários cartuchos de munição. Na cabeceira da cama, foram encontrados o facão e a correia de couro, principais instrumentos utilizados nas agressões e ameaças.

As vítimas foram retiradas do local e estão em um abrigo da Assistência Social do Município, que está providenciando o retorno da mulher e seu filho para Rondônia.


 

Fonte - hojeemdia

 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08