• AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • CASA DE ALTO PADRÃO A VENDA EM JI-PARANÁ
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Instituto de Olhos Caius Prieto Ji-Parana
  • Mercadão dos Óculos
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • Viva Bela Cosméticos
  • RONDÔNIA - Mulher se mata e deixa mensagem: eu protesto contra o SUS e o INSS

    Policial
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 18/04/2020 ÀS 21:14:22

    RONDÔNIA - Mulher se mata e deixa mensagem: eu protesto contra o SUS e o INSSUma mulher de 40 anos de idade tirou a própria vida em Ouro Preto do Oeste (RO) na noite desta sexta-feira (17) se enforcando com um pedaço de cortina na janela de sua residência, localizada no Jardim Aeroporto, na avenida Gonçalves Dias, em frente ao templo da 3ª Igreja Batista.


    Antes de cometer suicídio, Luzinete Teixeira de Oliveira usando um batom escreveu na tela da televisão a seguinte mensagem: “eu protesto contra o SUS e o INSS, e entre parênteses escreveu a frase “corruptos”. Luzinete morava sozinha em Ouro Preto do Oeste e vinha sofrendo por uma depressão profunda, passava por dificuldades financeiras segundo moradores próximos, em razão de um benefício do INSS que havia sido suspenso.


    A Polícia Militar foi acionada no local depois que o dono do comércio vizinho arrombou a porta da casa com autorização de um filho de Luzinete, que reside em Ariquemes. O Corpo de Bombeiros também compareceu ao local. A reportagem do Correio Central apurou que na casa havia duas cestas básicas que ela tinha recebido como ajuda porque não tinha dinheiro para comprar comida. A 3ª Igreja Batista comprou uma das cestas básicas e também comprou a carga do último botijão de gás de Luzinete.


    Segundo o proprietário do açougue e mercearia (Brito) Luzinete tinha uma dívida em seu comércio e o procurou para oferecer uma geladeira e a botija de gás como pagamento. “Eu disse a ela: não quero nada seu, quero que você viva a sua vida”, contou o comerciante.


    A proprietária da casa da qual Luzinete era inquilina também não a forçou a deixar a moradia, e não a pressionou para efetuar o pagamento. Ainda assim, mesmo diante da solidariedade dos moradores do bairro, da igreja, a mulher não suportou a depressão, e a fraqueza e sofrimento pela situação que estava passando a levou a cometer suicídio.


    Anteontem, ela aguardava a chegada de uma amiga de Ariquemes que só chegou ontem, após Luzinete ter cometido o suicídio.


    O corpo de Luzinete foi retirado do local pela funerária Paxpassbom, e depois foi transladado para a cidade de Ariquemes, onde será sepultado.




     

    Fonte - Correiocentral

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08