• GIRO RAPIDO LAVA JATO
  • Mercadão dos Óculos
  • Governo de Rondonia
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Instituto de Olhos Caius Prieto Ji-Parana
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • Nova Car
  • Grelhados Amburgueria
  • Morena Bonita Salão de Beleza
  • Polícia do Rio diz que nadadores não foram roubados e podem ser indiciados

    RIO DE JANEIRO - Os nadadores norte-americanos que alegaram ter sido assaltados durante os Jogos Olímpicos no Rio não foram roubados, como relataram inicialmente a autoridades, e po...

    Policial
    3 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 18/08/2016 ÀS 18:58:32

    Polícia do Rio diz que nadadores não foram roubados e podem ser indiciados

    RIO DE JANEIRO - Os nadadores norte-americanos que alegaram ter sido assaltados durante os Jogos Olímpicos no Rio não foram roubados, como relataram inicialmente a autoridades, e podem ser indiciados após terem cometido atos de vandalismo dentro de um posto de gasolina, disse nesta quinta-feira o chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Fernando Veloso.


    Veloso afirmou, em entrevista coletiva, que a conclusão preliminar da investigação indica que os nadadores provocaram atos de vandalismo em um posto de gasolina, após saírem de uma festa de madrugada no Rio, e se envolveram em uma confusão com seguranças do estabelecimento.


    "Eles não foram vítimas dos assaltos criminosos que descreveram ter sido, a polícia já pode afirmar isso", disse Veloso, que confirmou que uma arma foi apontada por um segurança contra os nadadores.


    De acordo com o chefe da Polícia Civil, em tese a conduta dos atletas dos EUA pode configurar crime de falsa comunicação de crime e dano ao patrimônio, mas ele não poderia confirmar indiciamento.


    "Nós ainda não temos a conclusão, portanto não vou responder a perguntas sobre quais crimes eles vão responder, porque as medidas necessárias para esse esclarecimento ainda não foram concluídas", afirmou.


    O chefe da Polícia Civil explicou que um ou mais atletas promoveram vandalismo no banheiro do posto de gasolina, quebrando alguns acessórios, como espelho e saboneteira. Quando funcionários do posto perceberam o que estava acontecendo, os seguranças interpelaram o taxista para que ele não saísse do local e aguardasse a chegada da viatura policial.


    "Em tese, se de fato se confirmar a conduta que praticaram, na legislação pode configurar, dependendo das investigações, em situações normais, eles podem responder por falsa comunicação de crime e dano ao patrimônio", disse o delegado.



    Ainda de acordo com Veloso, os atletas ofereceram resistência e "nesse meio tempo uma terceira pessoa se ofereceu como intérprete". 


    Imagens de uma câmera de segurança do posto de gasolina mostram os competidores, incluindo os campeões olímpicos Ryan Lochte e Jimmy Feigen, sendo impedidos por seguranças de deixar o local.


    "Uma testemunha... explicou aos atletas que eles tinham promovido aqueles atos de vandalismo e geraram danos ao estabelecimento e precisavam pagar por isso", disse Veloso.


    "Segundo relatos, eles se propuseram a fazer isso e pagaram através de 100 reais e uma nota de 20 dólares para ressarcir o estabelecimento."



    Os outros dois nadadores, Gunnar Bentz e Jack Conger, foram retirados pela polícia de dentro de um voo para os Estados Unidos na noite de quarta-feira no aeroporto internacional do Rio e encaminhados a uma delegacia para prestar esclarecimentos.

     

    Fonte - (Reuters)

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08