• Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • Governo de Rondonia
  • Viva Bela Cosméticos
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Nova Car
  • Grelhados Amburgueria
  • GIRO RAPIDO LAVA JATO
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • Morena Bonita Salão de Beleza
  • Instituto de Olhos Caius Prieto Ji-Parana
  • PM transmite a própria morte, ao vivo, pelas redes sociais e choca internautas; veja vídeos

    A tragédia pessoal de um policial militar — que filmou e transmitu sua própria morte na noite de sábado — viralizou nas redes sociais, provocando comoção...

    Policial
    4 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 29/01/2017 ÀS 23:43:14

    PM transmite a própria morte, ao vivo, pelas redes sociais e choca internautas; veja vídeos

    A tragédia pessoal de um policial militar — que filmou e transmitu sua própria morte na noite de sábado — viralizou nas redes sociais, provocando comoção entre amigos, internautas e PMs que vivem uma das mais graves crises da corporação, com atrasos de salários e aumento da violência contra a própria corporação.

    Antes de atirar contra si mesmo, o soldado Douglas Vieira, de 28 anos, lotado no 24° BPM (Queimados), que passava por um processo de divórcio, disse: "E aí, tranquilidade? Tamu junto. Quero ver quem tem disposição pra ver bagulho ao vivo. Quem não tem estômago, mete o pé. O bagulho vai ficar doido agora". Em seguida, ele aponta a arma na cabeça e atira. Nas imagens não é possível ver o PM morto, já que o celular cai da mão de Douglas e a imagem some.

    Durante a transmissão, enquanto o policial falava, muitas pessoas pediam para que ele não cometesse o suicídio. "Pelo amor de Deus, Douglas", "para com isso!", "Por que você fez isso?" e "Douglas, para de bobeira" são algumas das mensagens que amigos do PM enviaram. A transmissão estava disponível apenas para os amigos do soldado.


    Segundo Mayra Lisbôa, amiga de Douglas e que assistiu o suicídio, ele já havia feito uma transmissão anterior, em que dava a entender que poderia de fato se matar.

    — Às 22h34m, ele postou um vídeo da música Kungs vs Cookin’ on 3 Burners, dizendo que quando tocasse, ela para se lembrar sempre dele, pois gostava muito — contou.


    Douglas Vieira publicou um post às 22h34m (Foto: Reprodução/Facebook)

    Douglas deixa uma filha de um ano. Segundo Cleonilson Cruz, padrinho de Douglas, o corpo do policial foi retirado da casa dele, em Brás de Pina, na Zona Norte do Rio, por volta das 5h da manhã deste domingo. A ex-mulher de Douglas e Cleonilson já estão no IML. Ainda não há informações sobre o velório e enterro do policial, que estava há seis anos na corporação.

    De acordo com Cruz, Dogulas estava muito triste e "reclamava de tudo".

    — Ele andava muito para baixo. Além da falta de pagamento, estava se divorciando e trabalhando muito, fazendo segurança privada. Estou muito triste porque ele me chamou para sair ontem e eu não aceitei o convite. Se estivesse com ele, isso não teria acontecido. Infelizmente, só o Douglas mesmo sabia o que teria motivado esta tragédia. Ele era um cara que gostava de curtir a vida. Não consegui até agora entender o que aconteceu — disse Cruz.


    Página do Facebook de Douglas Vieira (Foto: Divulgação)

    Ainda de acordo com Clenilson, ele recebeu a notícia por uma prima que assistiu a transmissão. O vídeo original não está mais disponível na página do policial. No entanto, outras cópias circulam pelo Facebook e pelo YouTube.

    — Recebi a notícia por volta de 23:50. Minha prima me ligou contando. Fiquei desesperado. A família toda assistiu.Não sei o horário certo em que aconteceu — contou.

    Rio registra 11 mortes de policiais militares em 15 dias

    Desde o começo de 2017, 11 policiais militares foram assassinados no estado do Rio. A última morte ocorreu há cerca de 15 dias em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O segundo sargento Cristiano Macedo, de 40 anos, foi baleado no bairro Fazenda Futebol Clube. Ele chegou a ser socorrido e levado para o Posto de Atendimento Médico (PAM) de Meriti, mas não resistiu aos ferimentos.

    Testemunhas contaram que o sargento tentou separar uma briga que acontecia no local e acabou atingido. Outras duas pessoas, um homem e uma mulher, também foram baleadas na ação: o homem morreu no local; a mulher está internada no PAM. O sargento estava lotado no 15º BPM (Caxias) e há 18 anos na PM. Ele deixa a mulher.

    Há cerca de uma semana, um ato de manifestantes nas areias da Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, alertou para a violência contra policiais. Com cartazes, o grupo pediu mais segurança de trabalho e revisão da legislação penal.

    Veja o vídeo: 

    http://portaldozacarias.com.br/site/noticia/pm-transmite-a-propria-morte--ao-vivo--pelas-redes-sociais-e-choca-internautas--veja-videos/

     

    Fonte - PORTAL DO ZACARIAS

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08