• Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • Prefeitura de Ji-Paraná
  • Chácara da ASSERF (Sefin-RO) aluga-se para eventos
  • Viva Bela Cosméticos
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Esmalteria Nacional
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Faculdade UNIJIPA
  • Curso Preparatório Primeiro Emprego
  • Padrasto é suspeito da morte de três crianças; mãe está internada em estado grave

    Policial
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 26/01/2020 ÀS 14:51:55

    Padrasto é suspeito da morte de três crianças; mãe está internada em estado grave

       Policiais da delegacia policial de Paraty, na Costa Verde, prenderam em flagrante, nas últimas horas, na região, Fernando Evangelista, pelos crimes de incêndio, homicídio qualificado por emprego de fogo e tentativa de feminicídio.

    De acordo com a polícia, ele teria ateado fogo na casa, matando os três enteados e deixando a mulher, com quem convivia a menos de um mês, com ferimentos graves pelo corpo.

    A polícia levantou que, enquanto a mulher estava no banheiro, ele colocou um colchão na porta do quarto e ateou fogo, que se alastrou rapidamente pela casa. A mãe das crianças, Dara Cristina de Almeida Santos, 25 anos, não sofreu queimaduras, mas inalou muita fumaça e está internada em estado grave no Hospital Praia Brava, em Angra dos Reis, cidade vizinha à Paraty.

    As três crianças, Marya Alice, de 4 anos, Cauã de Almeida, de 5, e Marya Clara, de 7, foram enterradas juntas, no final da manhã de hoje, na mesma cova. A mãe ainda não sabe da morte dos filhos.

    Três crianças morreram, no início da manhã de sexta-feira, em um incêndio a uma residência em Paraty. Todas elas, que ainda não tiveram a identificação revelada, são do sexo feminino. Dara Cristina A. Santos, de 25 anos, conseguiu ser socorrida e foi levada em estado grave.

    Vídeo incorporado

    Veja outros Tweets de ????Conectado

    Segundo os policiais, Evangelista teria usado como álibi que um dos filhos da companheira seria o autor do fogo nos colchões do quarto. Tal informação foi confrontada pelos depoimentos de testemunhas, principalmente da avó das crianças e da babá.

    Além disso, o exame pericial na casa descartou a possibilidade de o incêndio ter ocorrido por acidente. A motivação dos crimes seria o ciúme da companheira. O preso foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

     

    Fonte - Das Agências

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08