• Viva Bela Cosméticos
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Q FOME
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • CASA DE ALTO PADRÃO A VENDA EM JI-PARANÁ
  • Mercadão dos Óculos
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Instituto de Olhos Caius Prieto Ji-Parana
  • ESCOLA

    A onda de vandalismo na rede pública de ensino em Ji-Paraná vem deixando diretores, supervisores e estudantes preocupados com os inúmeros casos de arrombamentos seguidos de furt...

    Policial
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 04/12/2016 ÀS 17:20:35

    ESCOLA

    A onda de vandalismo na rede pública de ensino em Ji-Paraná vem deixando diretores, supervisores e estudantes preocupados com os inúmeros casos de arrombamentos seguidos de furtos nos últimos seis meses. A última ação foi praticada na escola estadual Cora Coralina tendo os bandidos deixado um rastro de destruição. Nem a direção do estabelecimento e a coordenadoria regional de ensino (CRE), não se manifestaram sobre o fato. O caso está sendo investigado pela delegacia de Polícia Civil do bairro de Nova Brasília. 




    A escola Cora Coralina fica localizada na rua T-17 ao lado do ginásio municipal, Adão Valdir Lamota do bairro de Nova Brasília, segundo distrito de Ji-Paraná. De acordo com o boletim policial, registrado pela direção do estabelecimento, os ladrões conseguiram entrar no prédio através do telhado, para logo na sequência, arrombar salas das repartições administrativas. Do interior das mesmas, teriam sido furtados uma máquina fotográfica e um notebook, além de esvaziar os extintores, quebrar os vidros. “Com mais esse caso a escola já soma o sexto arrombamento com furto, somente este ano”, disse um pai de aluno que pediu para não ser identificado”. 



     

     


    Outro pai de aluno, que também pediu sigilo na identificação declarou a reportagem que esses vandalismos são frequentes. “Desde que o governo estadual cancelou o convenio com a empresa que prestava servido de vigilância, a segurança praticamente caiu para zero”, desabafou. Ainda segundo ele, outra promessa não cumpria, seria o repasse de recursos para as direções das escolares contratar um sistema de segurança, como a instalação de alarmes e câmeras, mas isso não aconteceu. Além do Cora Coralina, outros estabelecimentos de ensino estadual também já foram alvos, mais de uma vez, dos ladrões, entre as quais, Parque São Pedro, Júlio Guerra e JK. Alguns menores adolescentes foram identificados com autores de alguns desses casos, mais a segurança nas escolas continuam fragilizadas. 




     

    Fonte - Diário da Amazônia

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08