• Instituto de Olhos Caius Prieto Ji-Parana
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • Nova Car
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Grelhados Amburgueria
  • Viva Bela Cosméticos
  • Morena Bonita Salão de Beleza
  • Mercadão dos Óculos
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Governo de Rondonia
  • Carretas são arrastadas para dentro do Rio Madeira após barranco ceder

    Cerca de dez carretas foram arrastadas para dentro do Rio Madeira, no final da tarde deste sábado (13), após o barranco do rio desmoronar, em Porto Velho. De acordo com informaç&o...

    Policial
    3 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 14/08/2016 ÀS 15:49:57

    Carretas são arrastadas para dentro do Rio Madeira após barranco ceder

    Cerca de dez carretas foram arrastadas para dentro do Rio Madeira, no final da tarde deste sábado (13), após o barranco do rio desmoronar, em Porto Velho. De acordo com informações de um morador que passou pelo local no momento do desastre, o desbarrancamento aconteceu no momento que funcionários de uma distribuidora trabalhavam na região.


    O Corpo de Bombeiros informou por volta de 20h30 (horário local) que não há feridos ou mortos no acidente. A Defesa Civil está no local. Segundo os moradores da região, na hora do acidente o chão tremeu e assustou a população.


    No local funcionava um posto de carga que recebe piche para asfalto que vem de Manaus. O peso dos veículos ajudaram na erosão. Ninguém ficou ferido.


    O pescador Tarcísio Soriano estava no Rio Madeira e ouviu quando a primeira parte desmoronou. “Estava pescando quando ouvi um estalo forte e cedeu o primeiro lado de uma vez. Caiu tudo de um lado e depois foi caindo devagar na parte das carretas, até que cedeu tudo”, disse.


    Uma área de 120 metros foi isolada de imediato. Os danos ainda não foram divulgados, mas é possível ver em meio aos sedimentos, 15 tanques de combustível, uma caminhote e três motocicletas.




    •  


    Pescador escutou estalo no momento do acidente em Porto Velho (Foto: Matheus Henrique/G1)

    Pescador escutou estalo no momento do acidente em Porto Velho (Foto: Matheus Henrique/G1)

    Segundo o empresário Cláudio Henrique, minutos antes do acidente, ele estava ajudando a carregar um dos tanques com piche. “Estava na parte de cima do barranco, ajudando no carregamento. Nós vimos que estava cedendo, mas continuamos trabalhando. No terreno ao lado tinha um incêndio e sai para retirar minha motocicleta. Quando voltei já tinha caído tudo, não podíamos fazer mais nada”, disse.


    O coordenador da Defesa Civil Municipal, Marcelo Santos, acredita que o peso sobre o barranco ajudou para que acontecesse a erosão. “Com a enchente histórica de 2014, muitos sedimentos foram parar nas laterais dos barrancos. As embarcações que passam no rio provoca o banzeiro, vai para lateral e desestabilita o barranco. O local é um terreno argiloso, não tem aderência e causa o desbarrancamento, que é uma erosão fluvial. Foi o que ocorreu aqui no Bairro Triangulo”, disse.


    O órgão disse ainda que os engenheiros estão no local para fazer o laudo e apontar as causas do acidente. Algumas famílias deve ser retiras da região, devido ao risco de novos desbarrancamentos.


    Desmoronamento aconteceu na tarde deste sábado, 13 (Foto: Reprodução/ Whats App)Algumas das carretas estão soterradas, segundo morador (Foto: Reprodução/ WhatsApp)

     

    Fonte - G1/]RO

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08