• Q FOME
  • Mercadão dos Óculos
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • Instituto de Olhos Caius Prieto Ji-Parana
  • CASA DE ALTO PADRÃO A VENDA EM JI-PARANÁ
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • Viva Bela Cosméticos
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Após perder partida de baralho, homem mata amigo em Rondônia

    Policial
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 13/04/2020 ÀS 18:35:44

    Após perder partida de baralho, homem mata amigo em Rondônia

    Um serralheiro de 44 anos, identificado como Ismael Anicete Garcia, foi morto na noite de ontem, na cidade de Chupinguaia, depois de discutir com o parceiro de truco, Paulo Henrique Rodrigues de Souza, 33, a quem a vítima culpava pelo fato de os dois perderem a partida.

    De acordo com o Boletim de Ocorrência no qual é narrado o crime, os dois homens eram amigos de longa data, e estavam numa chácara desde cedo, bebendo e jogando baralho. Quando começou o desentendimento entre eles, a esposa de Paulo Henrique, M.G.M, de 33 anos, o chamou para ir embora.

    Quando o casal já estava em sua residência, Ismael, que morava num quarto nos fundos do imóvel, apareceu ao local e a discussão continuou. Diante da possibilidade de uma briga, a esposa de Paulo chamou o pastor evangélico de sua igreja para evitar o possível confronto.

    Quando o religioso de 42 anos chegou, viu Paulo pagando a Ismael, que trabalhava em sua serralheria, uma certa quantia em dinheiro, por um serviço que ele havia feito.

    Ao sair do quarto para ser lavado a um hotel, onde passaria a noite, antes de vir para Vilhena no dia seguinte, Ismael teria dito uma frase ao ex-amigo: “a gente se vê em Vilhena”. Paulo teria reagido, segundo o pastor, que testemunhou o diálogo: “você está me ameaçando?”.

    Neste momento, Ismael tirou um canivete do bolso e partiu para o ataque. Paulo pegou uma faca e o golpeou.

    Mesmo ferido, Ismael estava seguindo para o hotel, junto com o pastor, que havia separado a briga, quando disse uma frase, antes de cair no meio da rua: “eu vou morrer”.

    O religioso foi até o Hospital Municipal de Chupinguaia, que ficava perto de onde a vítima havia caído, e pediu uma ambulância. Ismael ainda chegou com vida à unidade de saúde, mas morreu pouco depois.

     

    Fonte - Folha Do Sul Online

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08