• Materjipa Materiais para Construção
  • Viva Bela Cosméticos
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • Q FOME
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • Ação da PF de Ji-Paraná prende prefeito de Rondôlandia-MT recebendo propina de empresária

    Empresária denunciou achaques e cédulas foram digitalizadas pela PF

    Policial
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 28/04/2019 ÀS 19:24:15

    Ação da PF de Ji-Paraná prende prefeito de Rondôlandia-MT recebendo propina de empresária
    Uma equipe de agentes da PF da Delegacia da Polícia Federal em Ji-Paraná, atualmente chefiada pelo delegado Flori Júnior, cuja passagem por Vilhena foi marcada por prisões de políticos importantes, prendeu em flagrante o prefeito Agnaldo Rodrigues (PP), de Rondolândia, no Mato Grosso. A cidade faz divisa com Rondônia e está sob a jurisdição da DPF de Ji-Paraná.

    O mandatário tinha em seu poder mais de R$ 8 mil, oriundos de propina paga pela dona de uma construtora que prestava serviços ao município matogrossense. A própria empresária denunciou que estava sendo achada por Agnaldo, que exigia 10% dos pagamentos feitos.

    Antes de levar a propina, ontem (sábado, 27), no paço municipal, onde o prefeito já estava aguardando para receber, a dona da construtora procurou a Polícia Federal e deu depoimento, explicando que a prática de extorsão por Rodrigues era antiga e freqüente.

    Para garantir a confirmação do recebimento, a PF digitalizou as cédulas que seriam entregues ao prefeito. 

    Ao ser flagrado, Agnaldo disse que o dinheiro era para pagar “meus meninos” e, depois de preso, alegou que o montante em seu poder era a parcela de um empréstimo que havia feito à empresária. O mandatário, no entanto, não tinha comprovação desta transação. Além disso, como já havia informado a própria denunciante, poucos dias antes, ela tinha recebido uma parte do pagamento para execução de uma obra com recursos federais em Rondolândia.

    Agnaldo, que chegou a ser afastado do cargo acusado de pagar uma espécie de “mensalinho” a vereadores (lembre aqui), foi levado para Ji-Paraná, onde continua preso.
     
     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08