Portaljipa
  •  
  •  

Universitários pedem para jogarem pedras em brasileiros em Lisboa

Mundo

POR Paulo Portaljipa EM 30/04/2019 ÀS 15:11:21

Universitários pedem para jogarem pedras em brasileiros em LisboaLSBOA (FOLHAPRESS) - Estudantes brasileiros da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa se revoltaram ao encontrar no hall da instituição, nesta segunda-feira (29), uma caixa com pedras com uma placa explicativa: "grátis para atirar em um zuca [jeito pejorativo para designar brasileiro]".

Uma associação de estudantes da própria universidade, a Tertulia Libertas, assumiu a autoria da caixa polêmica. Segundo o grupo, não se trata de xenofobia, mas sim de uma mensagem satírica da grande quantidade de brasileiros na faculdade de direito. Dezenas de alunos do Brasil presentes na universidade nesta tarde, no entanto, revoltaram-se contra a placa, que acabou retirada pelos autores. Os brasileiros organizaram um protesto com bandeiras e cartazes na porta da faculdade.

A juíza brasileira Daniela Hampe, que faz mestrado na instituição, diz ter interrompido o dia de estudos para se juntar aos colegas na manifestação.

"Não é uma brincadeira. Foi incitação à violência, estava lá para todo mundo ver", conta.

Também aluno do mestrado, o brasileiro Moisés Souza diz que esta não é a primeira manifestação explícita de preconceito e xenofobia na faculdade, inclusive por parte de professores. "Só é piada, só é engraçado quando todos riem. Foi extremamente ofensivo", afirma.

Parte do Tertulia Libertas e uma das idealizadoras da instalação polêmica, uma estudante afirmou que há uma insatisfação crescente com a presença dos brasileiros nos cursos de mestrado, uma vez que os brasileiros tirariam vagas dos portugueses. Segundo ela, as universidades brasileiras não têm critérios tão duros para atribuição de notas quanto as instituições portuguesas. Por isso, os estudantes internacionais levariam a melhor sobre os lusitanos devido ao currículo acadêmico supostamente turbinado.

"Eu entendo o ponto de vista deles [associação que instalou a caixa de pedras], mas por que não usaram os canais oficiais de reclamação? Ou por que não atacaram os responsáveis pela seleção do mestrado, em vez os estudantes brasileiros?", disse Flora Almeida , aluna do mestrado.

Por meio de sua assessoria, o reitor da Universidade de Lisboa afirmou estar indignado com a caixa de pedras e a mensagem antibrasileiros. Segundo a reitoria, estuda-se agora a "instauração de uma comissão para investigar" a ação. A faculdade de direito, por outro lado, não condenou explicitamente a instalação. "A nossa faculdade orgulha-se de ser um espaço de liberdade de opinião e de incentivo à participação cívica responsável, convivendo com a autocrítica, o humor e a sátira", diz o texto, assinado por Paula Vaz Freire, subdiretora.

Sem citar a polêmica, a nota encerra afirmando que "não serem toleradas quaisquer ações ofensivas relativamente a alunos da faculdade".

Os brasileiros lideram com folga a lista de nacionalidades mais presentes no ensino superior português. São mais de 12,2 mil alunos: quase a mesma quantidade que têm, somados, os outros quatro países do top 5 –Angola, Espanha, Cabo Verde e Itália.

A quantidade de alunos internacionais em instituições portuguesas praticamente dobrou na última década, graças a uma série de iniciativas que facilitaram o acesso. Com o aumento do número de estudantes, as queixas de comportamento xenofóbico por parte de estudantes e professores também segue em alta. 

 

Fonte - Das Agências

 
 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08
  •  
  •  
  • Portaljipa