Portaljipa
  •  
  •  
  •  

Rússia intensificará ações na Síria em resposta à Turquia

O especialistas em assuntos militares, general reformado sírio Sabit Muhammed, revelou em entrevista à Sputnik que a médio e longo prazos o incidente com avião russo Su-24,...

Mundo

POR Paulo Portaljipa EM 28/11/2015 ÀS 21:52:50

Rússia intensificará ações na Síria em resposta à Turquia

O especialistas em assuntos militares, general reformado sírio Sabit Muhammed, revelou em entrevista à Sputnik que a médio e longo prazos o incidente com avião russo Su-24, abatido pela Turquia, poderá se dizer positivamente sobre a cooperação russo-síria, bem como sobre a situação da Rússia no país árabe.



"A Rússia precisa proteger suas posições na Síria. Por conta disso, o raio de alcance dos mísseis S-400, instalados pelos russos em Latakia, abrange certas regiões da Turquia e se estende até a costa do Mediterrâneo. Os países que decidirem participar de ação na Síria serão forçados a estabelecer e manter uma cooperação com a Rússia para serem capazes de operar no espaço aéreo sírio. Isso permitirá à Rússia reforças consideravelmente suas posições de jogador influente na região. Se o incidente com o avião abatido não tivesse ocorrido, a Rússia esbarraria com sérias objeções de outros países para a instalação de seus sistemas S-400 na Síria" – disse Mohammed.

O especialistas acredita que a Rússia poderá se beneficiar com a crise russo-turca gerada pelo incidente com o avião militar russo, abatido no início desta semana pela Turquia enquanto sobrevoava o território sírio.

"A resposta russa à Turquia terá vários componentes: econômico, político e militar. Do ponto de vista militar, a Rússia responderá ao incidente com o avião com ações ainda mais decisivas no âmbito da sua operação antiterroristas na Síria. As Forças Aeroespaciais da Rússia farão ataques ainda mais poderosos e abrangente às posições dos terroristas em Aleppo, Idlib e Latakia. Como sabemos, existem grupos armados apoiados pelo governo da Turquia agindo nessas regiões" – explicou o especialista.

Na sua opinião, a Rússia também irá intensificar suas ações para a implementação de iniciativas jurídicas no âmbito da ONU, no sentido de iniciar uma colaboração mais estreita com o governo sírio.

Como se sabe, as autoridades de Damasco se reportaram diversas vezes ao Conselho de Segurança da ONU com o pedido de apreciar a questão do apoio turco a diversos grupos jihadistas armados, bem como a questão das relações comerciais existente entre ambos. Supõe-se que num curto prazo esse problema será incluído na pauta das reuniões do Conselho de Segurança da ONU, que tem a Rússia como um de seus membros permanentes.

Especialistas acreditam ainda que a crise russo-turca poderá repercutir na realização dos Acordos de Viena para a regulação do processo político na Síria. Os acordos preveem que no decorrer de 6 meses seja criado um governo de transição, e que um ano e meio depois sejam realizadas as primeiras eleições parlamentares e presidenciais no país árabe.

Comentando o incidente com o avião russo Su-24, o deputado do parlamento sírio pela província de Aleppo revelou em entrevista à Sputnik a seguinte opinião:
"A crise nas relações russo-turcas poderá repercutir sobre as decisões adotadas em Viena. A Rússia reforçará suas ações do âmbito da luta antiterrorista na Síria, o que, por sua vez, se dirá sobre o avanço do processo político no país. Os países envolvidos na guerra civil na Síria mantêm suas posições somente graças às ações de grupo armados locais. Veremos como a Turquia conseguirá concretizar seus planos quando a Rússia destruir todos os grupos apoiados por Ancara na Síria".


 

Fonte - Sputniknews

Fotográfo - Divulgação

 
 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08
  •  
  •  
  • Portaljipa