• Auto Escola Norte
  • Chácara da Sefin
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Odonto Malini
  • Faculdade UNIJIPA
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Viva Bela Cosméticos
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Macron alerta Bolsonaro: se Brasil deixar Acordo de Paris, não haverá acerto com Mercosul

    Mundo
    2 minutos de leitura

    EM 28/06/2019 ÀS 00:45:52

    Macron alerta Bolsonaro: se Brasil deixar Acordo de Paris, não haverá acerto com Mercosul

    O presidente da França, Emmanuel Macron, disse nesta quinta-feira que não assinaria nenhum acordo comercial com o Brasil se o presidente Jair Bolsonaro se retirasse do acordo climático de Paris, ameaçando colocar uma trava nas negociações comerciais UE-Mercosul.

    As conversações da União Europeia (UE) com o Mercosul – Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai –, o quarto maior bloco comercial do mundo, se intensificaram, com Bolsonaro dizendo neste mês que um acordo poderia ser assinado 'em breve', enquanto a UE o chama de 'prioridade número um'.

    No entanto, a UE se preocupa com uma possível onda de importações de carne bovina e a hesitação do Mercosul em relação à abertura de alguns setores industriais, como carros, fizeram com que prazos passados tivessem passado. Um acordo pode estar próximo, mas fora do alcance.

    A França, em particular, está preocupada com o impacto, em sua vasta indústria agrícola, das importações sul-americanas que não teriam que respeitar as rigorosas regulamentações ambientais da UE.

    'Se o Brasil deixar o acordo de Paris, no que nos diz respeito, não poderemos assinar um acordo comercial com eles', declarou Macron a repórteres no Japão antes de uma reunião do G20.

    Bandeiras do Brasil e do Mercosul (foto de arquivo)
    © FOTO : ERALDO PERES
    Bandeiras do Brasil e do Mercosul (foto de arquivo)

    'Por uma simples razão. Estamos pedindo aos nossos agricultores que parem de usar pesticidas, estamos pedindo a nossas empresas que produzam menos carbono, que tenha um custo de competitividade', explicou.

    'Então, não vamos dizer de um dia para o outro que vamos permitir a entrada de produtos de países que não respeitem nada disso', acrescentou.

    No início deste ano, a França votou contra a abertura de negociações comerciais entre a UE e os Estados Unidos por causa da decisão de Washington de renunciar ao acordo climático de Paris.

    No entanto, a medida francesa não impediu a abertura das negociações comerciais porque a maioria necessária dos países-membros da UE a apoiou. Não está claro se a França seria capaz de mobilizar outros países da UE se votasse contra um acordo do Mercosul.

     
     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08