• Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Expojipa2 019
  • Viva Bela Cosméticos
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Odonto Malini
  • Auto Escola Norte
  • Chácara da Sefin
  • SIPAM prevê chegada de friagem no Sul da Amazônia no inicio da próxima semana

    Onda de frio chegará na Amazônia na segunda-feira – 17/7/2017  A Divisão de Meteorologia e Climatologia do Centro Gestor e Operacional doSistema de Proteçã...

    Meteorologia
    3 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 15/07/2017 ÀS 19:16:58

    SIPAM prevê chegada de friagem no Sul da Amazônia no inicio da próxima semana

    Onda de frio chegará na Amazônia na segunda-feira – 17/7/2017 


    A Divisão de Meteorologia e Climatologia do Centro Gestor e Operacional do
    Sistema de Proteção da Amazônia do Centro Regional de Porto Velho, que tem sua área
    de atuação nos Estados de Rondônia, Acre e Mato Grosso, informa a chegada de mais
    uma massa de ar polar em nossa região.


    As temperaturas devem baixar em todo o Sul da Amazônia, e os ventos intensos irão mudar sua direção para Sul. Esta Friagem, que será de intensidade moderada, deve atingir o Sul da Amazônia na segunda-feira, 17 de julho de 2017, sendo percebida primeiramente na região do Pantanal Mato-Grossense e no Sul de Rondônia. No decorrer da tarde a friagem atingirá a região Central e o Oeste de Rondônia e o Sul do Acre, chegando às demais regiões de Rondônia e do Acre somente no decorrer da noite do mesmo dia. Por ser de intensidade moderada, não perceberemos quedas acentuadas nos valores de temperatura. No entanto, como as temperaturas mínimas, que geralmente ocorrem pela madrugada ou nas primeiras horas do dia, estão baixas por conta das perdas radiativas ocasionadas pelas condições de céu aberto, sem nuvem e baixa umidade, associada ao aumento da intensidade dos ventos, a sensação térmica deixará o tempo agradável em todas regiões, principalmente nas
    primeiras horas do dia.

    A umidade do ar deve continuar baixa em todo o Sul da Amazônia no decorrer da próxima
    semana, devido à falta de chuva na região. As baixas umidades causam desconforto, dores de cabeças e tonturas, acontece o
    ressecamento dos olhos, pois o filme lacrimal se evapora muito rapidamente, causando
    ardência e coceira nos olhos, devemos ter muito cuidado e manter as mãos sempre
    lavadas, pois se as mesmas estiverem contaminadas podem provocar conjuntivite que é
    muito comum neste período. Além dos olhos o nariz, boca e garganta são diretamente
    afetados. 

    O ressecamento do nariz pode romper alguns vasos sanguíneos fazendo com
    que o mesmo possa vir a sangrar. A garganta seca causa tosse e é muito comum os casos
    de bronquites nesse período principalmente entre as crianças e idosos.
    A Organização Mundial de Saúde (OMS), estabelece os seguintes critérios sobre a baixa
    Umidade Relativa do Ar:
    30% - 20% - Estado de Atenção
    20% - 12% - Estado de Alerta
    12% > - Estado de Emergência
    • Deve-se evitar exposição prolongada ao sol neste período entre as 10h e às 16h,
    principalmente evitar atividades físicas ao ar livre;
    • Beba bastante água para manter sua garganta e o corpo sempre hidratado;
    • Procure usar roupas leves principalmente nos dias em que as Temperaturas do Ar
    ultrapassarem os 28°C;
    • Durma em locais Arejados e umedecidos, para isso utilize umidificadores de ar,
    toalhas molhadas ou vasilhas cheias com água;

    • Evite o choque térmico, ao sair de um lugar muito frio para outro extremamente
    quente e vice-versa;
    • Evite Banhos quentes;
    • Use Protetor solar;
    • Para os olhos e o nariz pode-se utilizar o soro fisiológico para mantê-los
    hidratados.
    • Se sua saúde piorar, procure um médico.
    Nesse período também é muito comum as queimadas na nossa região, sendo elas
    provocadas de forma natural, acidental ou criminosa. Porém o tempo seco é
    preocupante pois aumenta as possibilidades de ocorrências de focos de queimadas,
    além de causar problemas de saúde, na sua maioria, respiratórias, principalmente em
    idosos e crianças.







    monitoramento 01 07 17 1


     

     

    Fonte - SIPAM-CRPV

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08