NOAA confirma que La Niña está configurada no Oceano Pacifico

Após idas e vindas, muitos prognósticos controversos e incompatibilidade dentre os órgãos oficiais de monitoramento do fenômeno El Niño Southern Oscillation (E...

Meteorologia
2 minutos de leitura

Paulo Portaljipa EM 14/11/2016 ÀS 12:58:00

NOAA confirma que La Niña está configurada no Oceano Pacifico

Após idas e vindas, muitos prognósticos controversos e incompatibilidade dentre os órgãos oficiais de monitoramento do fenômeno El Niño Southern Oscillation (ENSO), o National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) divulgou em seu último boletim que o fenômeno La Niña está configurado no Oceano Pacífico.



O grande recuo das simulações numéricas no mês de agosto fez com que a possibilidade de o fenômeno se confirmar caísse de 65% para 40% e já em outubro, a taxa aumentou para até 75%.


A região de monitoramento NINO3.4 apresentou anomalia de -0,7°C no mês de outubro acompanhando valores dos últimos três meses, e, portanto, confirmando o fenômeno.


Desde a desconfiguração do El Niño, em maio, a temperatura das águas do Oceano Pacífico Equatorial apresentou anomalia negativa, mas incerto era o prognóstico adiante apontado pelos modelos numéricos.


Mesmo com La Niña atuando na região central do Oceano Pacífico, o órgão norte-americano chamou a atenção para anomalia bastante positiva de temperatura no restante do maior oceano do mundo, assim como foi registrado em 2007.


internacional 13 11 16 30


Modelos numéricos mostram que a região de NINO3.4 deve apresentar um leve aumento da anomalia de temperatura para -0,5°C nos próximos três meses tornando o fenômeno de fraca intensidade.


As águas superficiais, mais frias que o comum, tornam menor a parcela de ar ascendente na região do Oceano Pacífico Central enfraquecendo a chuva enquanto que na região da Indonésia o efeito é oposto e a chuva cai em maior quantidade, como verificado nos últimos 60 dias.


internacional 13 11 16 30


Os meteorologistas norte-americanos acreditam que os impactos do atual La Niña sejam muito pequenos ao redor do globo, mas significativos se comparados com os eventos observados no último trimestre de 2015, quando o fenômeno El Niño caminhava para ser o terceiro maior já documentado, perdendo apenas para os eventos de 1982/1983 e 1997/1998.


internacional 13 11 16 30


No Brasil, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê uma estação chuvosa dentro da média sobre a maior parte do país, o que não foi registrado no período 2015/2016, e com chuva ligeiramente abaixo da média em parte da Região Sul, Mato Grosso do Sul e São Paulo.


 


 

Fonte - De Olho No Tempo

Fotográfo - Reprodução/NOAA

 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08