• Odonto Malini
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Chácara da Sefin
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Viva Bela Cosméticos
  • Auto Escola Norte
  • Satélites sinalizam aumento de 68% no desmatamento na Amazônia

    O sistema Deter (Detecção do Desmatamento em Tempo Real) encerrou o último ano tendo detectado uma área de florestas derrubadas 68% maior que no ano anterior na Amazô...

    Meio Ambiente
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 02/09/2015 ÀS 18:56:55

    Satélites sinalizam aumento de 68% no desmatamento na Amazônia

    O sistema Deter (Detecção do Desmatamento em Tempo Real) encerrou o último ano tendo detectado uma área de florestas derrubadas 68% maior que no ano anterior na Amazônia.



    O “ano fiscal” do desmatamento vai de agosto a julho. No período 2013-2014 o Deter, operado pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) enxergou 3.035 km² de florestas destruídas em imagens de satélite. No período 2014-2015 o número subiu para 5.121 km².


    Esse total de áreas desmatadas ainda não é o número consolidado, que é produzido pelo sistema Prodes, também do Inpe, mais lento mas menos limitado pelas nuvens que cobrem a floresta e dificultam enxergá-la.


    Os 5.121 km² de alertas gerados pelo Deter neste ano, porém, já são uma área maior do que aquela observada pelo Prodes no ano anterior (5.012 km²). Isso já dá ao governo praticamente a certeza de que neste ano o desmatamento vai subir, mesmo que suba pouco.


    O Inpe ainda não marcou uma data para a divulgação dos novos números do Prodes. Se os dados consolidados do desmatamento acompanharem a tendência dos números do sistema Deter – o que nem sempre acontece – neste ano a Amazônia registrará sua pior taxa de desmatamento em seis anos.


    Os números anuais do Deter foram fechados na segunda (31) após o Inpe divulgar os dados finais, de maio a julho. Nesse período, 1824 km² foram desmatados na Amazônia. Os dois estados que registraram maior derrubada de floresta foram Pará (849 km²) e Rondônia (637 km²). 


     


     

    Fonte - G1

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08