• Instituto de Olhos Caius Prieto Ji-Parana
  • GIRO RAPIDO LAVA JATO
  • Morena Bonita Salão de Beleza
  • Grelhados Amburgueria
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Nova Car
  • Governo de Rondonia
  • Viva Bela Cosméticos
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • Capacidade do Brasil de retaliar Alemanha é muito limitada, afirma especialista

    Meio Ambiente
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 23/09/2020 ÀS 18:21:50

    Capacidade do Brasil de retaliar Alemanha é muito limitada, afirma especialista



     O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, afirmou na última terça-feira (22) que o Brasil poderia retaliar países que adotem políticas de boicote a produtos brasileiros por motivos ambientais. Em particular, o general citou a

    O comentário é uma resposta à pressão exercida contra o Brasil por oito países europeus, que, através de uma carta aberta ao vice-presidente Hamilton Mourão na semana passada, cobraram 'ações reais' para combater o crescente desmatamento da Floresta Amazônica.

    Em particular, o general Heleno afirmou que a Alemanha é um país 'que valia a pena' retaliar, devido ao consumo de produtos alemães pelo Brasil.

    O professor de Relações Internacionais e fundador e diretor da empresa de consultoria política Dharma, Creomar de Souza, em entrevista à Sputnik Brasil, afirmou que a declaração do ministro deve ser vista dentro de uma perspectiva política 'daquilo que um membro do governo faz pra mostrar força, coragem ou relevância'.

    'Se nós olharmos os dados da balança comercial entre Brasil e Alemanha, nós veremos que o Brasil é muito mais dependente da Alemanha do que o contrário, e isso acaba gerando uma série de dificuldades para a realização desse tipo de ação. Essa capacidade real de retaliar a Alemanha tem que ser colocada dentro de uma perspectiva política', argumentou o especialista.

    Ele afirmou que algum tipo de retaliação poderia ser realizada no campo diplomático, mas disse não acreditar que o Brasil faça algo como retirar diplomatas ou fazer uma nota de repúdio.

    'Efetivamente, em âmbito concreto, a capacidade de retaliação é bastante limitada [...] É preciso entender que é do jogo político os atores ter esse tipo de declaração de efeito pra tentar alegrar suas bases e mostrar que têm força de uma maneira muito bem consolidada', afirmou.

    De acordo com ele, 'não é desejável para o Brasil, em um período de pandemia com tantas dificuldades, se envolver em algum tipo de problema, de confronto, com um país de uma economia de larga escala como a Alemanha'. 'Ao fim do dia, os dois [países] perderiam. Não é algo desejável', completou.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

     

    Fonte - Das Agencias

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08