STF torna Aécio Neves réu na Lava-Jato

Senador é acusado de corrupção e obstrução da Justiça

Judiciário
2 minutos de leitura

Paulo Portaljipa EM 17/04/2018 ÀS 15:31:01

STF torna Aécio Neves réu na Lava-Jato

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio, relator do inquérito sobre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) derivado da delação da JBS, votou nesta terça (17) por receber a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o tucano, acusado de corrupção passiva e obstrução da Justiça, e outros três denunciados.

Luís Roberto Barroso e Rosa Weber acompanharam o voto do relator, formando placar parcial de 3 a 0 - a maioria da turma. Ainda faltam votar os ministros Luiz Fux e Alexandre de Moraes, presidente do colegiado.

Nesta tarde, os cinco ministros da Primeira Turma do STF julgam o recebimento da denúncia, oferecida em junho do ano passado. Se a maioria entender que há indícios suficientes de que Aécio cometeu crimes, será aberta uma ação penal e o senador virará réu pela primeira vez. 

Aécio foi denunciado por causa do episódio em que foi gravado, em março do ano passado, pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista. O valor foi entregue em parcelas a pessoas próximas, segundo a acusação. A Polícia Federal chegou a filmar a entrega de dinheiro vivo a um primo do senador.

Além de Aécio, foram denunciados, sob acusação de corrupção passiva, Andréa Neves, irmã dele, Frederico Pacheco, o primo, e Mendherson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrella (MDB-MG), que é aliado do tucano.

Aécio também é acusado de tentar embaraçar as investigações da Lava Jato por meio de sua atuação no Congresso. No ano passado, ele chegou a ser afastado do mandato pelos ministros da Primeira Turma, mas, posteriormente, o Senado reverteu a decisão. Com informações da Folhapress. 

 

Fonte - Das Agências

 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08