• Zoo Fest
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Chácara da Sefin
  • Faculdade UNIJIPA
  • Viva Bela Cosméticos
  • Auto Escola Norte
  •  INSIDE
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Polícia Civil de Ji-Paraná desfaz quadrilha que falsificava certificados do Ensino Médio

    Judiciário
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 07/11/2019 ÀS 16:20:36

    Polícia Civil de Ji-Paraná desfaz quadrilha que falsificava certificados do Ensino Médio

    Na tarde da quarta-feira (6), a Polícia Civil de Ji-Paraná com o apoio do Sevic de Cacoal, desmantelaram uma quadrilha especializada em falsificar certificados de conclusão do ensino médio. Segundo a Polícia, o Certificado falso era negociado através de um perfil “fake” no facebook, porém a transação era finalizada pessoalmente, com o pagamento e a entrega do documento falso.

    De acordo com o delegado, nas primeiras horas da manhã, uma mulher, identificada como Aparecida C. A., foi presa na cidade de Cacoal no momento em que ela realizava a entrega de mais um certificado falso. Na ocasião, o filho de Aparecida conseguiu fugir.

    Após a prisão, Aparecida confessou como funcionava toda a rede de falsificação e delatou o endereço do seu comparsa, identificado como Júlio C. B. O. Segundo declarações da própria Aparecida, Júlio Cesar era a pessoa responsável em fabricar todo o material falso.

    Diante da situação, o Serviço de Investigação e Captura (Sevic) de Ji-Paraná foi acionado e se deslocou até a casa do suspeito, localizada na Rua Abílio Freire, próximo a Escola Carmem Rocha. Dentro da casa, os policiais encontraram dezenas de carimbos de várias escolas de ensino médio, certificados falsos e vários documentos falsos. Também foi localizado pen drives contendo cópias de certificados falsos que já foram comercializados e uma agenda de possíveis compradores.

    A Polícia ainda informou que cada certificado falso era negociado, em média, no valor de R$ 1 mil reais. As investigações também apontaram que vários jovens que estão estudando medicina na Bolívia e Paraguai compraram os certificados falsos. Muitos deles já foram identificados e tratam-se de jovens entre 18 a 20 anos que não concluíram, sequer, o 1º ano do Ensino Médio.

     

    Fonte - Assessoria

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08