Operação lava jato chega a Rondônia

Judiciário
2 minutos de leitura

Paulo Portaljipa EM 05/01/2018 ÀS 17:50:28

Operação lava jato chega a Rondônia

Ainda não há nome definido para o dia do ‘deus-nos-acuda’ – o início do Juízo final’ para a imagem de muita gente. Trata-se de uma nova fase da operação Lava Jato que vai acontecer em vários estados, em especial, Rondônia, envolvendo pagamento de propina das obras de construção das hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, no rio Madeira. 

Sinais proféticos

Indícios para isso não faltam: o aumento de nove para 17 o número de delegados federais anunciados esta semana para investigar políticos na Lava Jato e delações de ex-executivos de empreiteiras apontando supostos esquemas de pagamento de propinas.

A meta é concluir os 273 inquéritos em andamento sobre políticos com foro no Supremo Tribunal Federal, sendo 124 exclusivamente da Lava Jato.

Bloco da Federal 

A expectativa é de que, até o Carnaval, uma grande operação seja deflagrada em Rondônia que poderá atingir, inclusive, políticos sem mandato, alguns deputados estaduais e até mesmo o senador Ivo Cassol, que foi apontado em uma das delações como sendo o ‘Maçaranduba’, apelido dado a ele na lista do pagamento de propinas da Odebrecht que teria recebido pelo menos R$ 2 milhões nesse esquema. 

Acuados

A exemplo do que aconteceu no Rio de Janeiro, cujo desenrolar das operações levaram ex-governadores para a cadeia, uma grande operação em Rondônia poderá proporcionar um cenário do tipo, salve-se quem puder: tendo muita gente disposta a dizer o que sabe para reduzir o tempo de cadeia. 

Novos rumos

Essa fase da Lava Jato em Rondônia vai mexer diretamente com as eleições de 2018, até porque poderá desmantelar grupos e lacrar de vez a esperança de muita gente na disputa eleitoral.

Sugestão

Com se trata de um caso que envolve água – hidrelétrica, e que o Rio Madeira, em Porto Velho/RO estará alagando, esta a sugestão desse colunista é que o nome da operação possa ser ‘Dilúvio Final’. Arca de Noé também seria um nome pitoresco, hehehehe.

Curiosidades
O ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht e outros executivos do grupo disseram em acordo de delação premiada que acertaram junto com a Andrade Gutierrez o repasse de R$ 50 milhões ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) após vencerem o leilão para a construção da hidrelétrica Santo Antônio, em Rondônia, em dezembro de 2007.

 

Fonte - coluna do Gutierrez

 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08