• Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Expojipa2 019
  • Auto Escola Norte
  • Viva Bela Cosméticos
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Odonto Malini
  • Chácara da Sefin
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Mandante do caso Chico Pernambuco é condenado a 16 anos de prisão

    Judiciário
    3 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 18/10/2018 ÀS 23:03:28

    Mandante do caso Chico Pernambuco é condenado a 16 anos de prisão

    O réu Katsumi Yuji Ikenohuchi Lema foi condenado a 16 anos de reclusão e 10 meses de detenção no regime inicial fechado, por ser o mandante do assassinato do ex-prefeito de Candeias do Jamari, Francisco Vicente de Souza, conhecido como Chico Pernambuco. O julgamento iniciou na quarta-feira (17) e finalizou por volta das 22h30 desta quinta-feira (18), no 1º Tribunal do Júri da Comarca de Porto Velho.

    O segundo dia do julgamento começou por volta das 9h20 com o interrogatório do réu. Depois de mais de 13 horas de julgamento, o juri contabilizou os votos para o resultado final e julgou o réu sendo responsável por elaborar, contratar e promover os meios necessários para a execução do crime. O crime foi praticado por motivo torpe.

    No primeiro dia de julgamento, o Júri começou às 08h20, o corpo de jurados composto por seis homens e uma mulher. A família de Chico Pernambuco esteve em frente ao 1° Tribunal do Júri em manifesto pedindo Justiça, ao lado do réu esteve presente os advogados de defesa.

    Ainda durante a quarta-feira, a delegada Keity Mota Soares foi ouvida, ela afirmou durante a sessão, que o réu pagou pela execução do ex-prefeito. Explanou ainda que o assassinato aconteceu porque o então prefeito Chico prometeu um cargo público ao Katsumi assim que fosse nomeado, promessa que não foi cumprida. Outras 13 testemunhas foram ouvidas, nove de acusação e cinco de defesa.

    Condenação dos envolvidos

    O prefeito Chico Pernambuco foi morto em março de 2017. Sete pessoas foram apontadas na investigação como suspeitas do crime. Para a Polícia Civil, a motivação da execução foi política.

    Os três primeiros envolvidos no crime: Talisso Souza de Oliveira, Wellyson da Silva Vieira e Willian Costa Ferreira foram julgados e condenados em março de 2018.

    Em junho deste ano ocorreu o segundo julgamento do caso. Marcos Ventura Brito, Henrique Ribeiro de Oliveira e Diego Nagata Conceição foram julgados no Tribunal do Júri. Os réus foram acusados de homicídio duplamente qualificado, por participarem da articulação do crime.

    Henrique Ribeiro ficará 13 anos recluso e cinco meses detido. Inicialmente, todos os acusados ficarão presos em regime fechado. Marcos Ventura Brito e Diego Nagata Conceição foram condenados a 14 anos e seis meses de reclusão.

    O crime

    O ex-prefeito Chico Pernambuco foi morto a tiros no dia 18 de março de 2017, quando chegava em casa, em Candeias do Jamari. Conforme a polícia, ele estava dentro do próprio carro quando levou três tiros de pistola.

    O parlamentar de 66 anos chegava em casa com a namorada e uma criança, quando dois homens se aproximaram de motocicleta e efetuaram vários disparos. Chico Pernambuco foi atingido por dois tiros no peito e um no rosto.

    Os acusados no envolvimento do assassinato do prefeito já foram julgados e condenados pelo Júri Popular.

     

    Fonte - Diário da Amazônia

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08