• Reveillon do Vera
  • Viva Bela Cosméticos
  • Zoo Fest
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Auto Escola Norte
  • Faculdade UNIJIPA
  • Chácara da Sefin
  • Criada comissão processante que vai investigar atos do prefeito de Presidente Médici

    “Uma camionete foi furtada na capital enquanto o prefeito participava de um evento eleitoral”

    Judiciário
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 30/03/2019 ÀS 04:07:56

    Criada comissão processante que vai investigar atos do prefeito de Presidente Médici


    Uma Comissão Processante foi criada na última semana pelo Poder Legislativo (Câmara de Vereadores) de Presidente Médici. O objetivo é investigar a conduta do prefeito Edílson Alencar (PSDB) que estava acompanhado do ex-chefe de gabinete Ronaldo do Estrela, atualmente, secretário de Obras do município quando na Capital do Estado, usando um veículo da frota da prefeitura em um convenção eleitoral no ano passado. De acordo com o presidente da comissão em caso de comprovação da má conduta do chefe do Poder Executivo, o mesmo poderá sofre penalidade que pode ser desde o seu afastamento por tempo determinado até a cassação do mandato.

    Edilson Alencar, dias após o furto da camionete modelo Hilux de cor branca, chegou divulgar uma Nota Oficial no Portal da Transparência do município confirmou o furto do referido veículo. Ao Poder Legislativo, a presença do prefeito usando o veículo caracterizaria uso com fins pessoais. O caso, na época, foi bastante repercutido e gerando muitas críticas por parte do legislativo e da própria comunidade.

    Ontem, por telefone, a presidente do Poder Legislativo local, Maria Custódio confirmou ao Diário a criação da Comissão Processante para apurar as responsabilidades no caso da camionete furtada, em pleno período eleitoral. Segundo na primeira discussão em plenário, foi lido o relatório do documento encaminhado pelo Executivo, resultado de uma sindicância interna realizada pelo mesmo motivo. “Esse documento, também já foi encaminhado para o Ministério Público tomar as devidas providências”, declarou.

    Comissão

    A Comissão Processante foi criada na mesma sessão em que o relatório do Executivo foi apresentado. A comissão é formada pelos vereador/Presidente, Gesael Alves (PSDB – mesmo partido do prefeito), Anderson Brito/Relator (MDB – mesmo partido do vice-prefeito) e Antônio Bezerra (PV), membro. Maria de Custódio também confirmou que o prefeito já foi notificado e têm 10 dias para apresentar a sua defesa. Em caso das justificativas não serem aceitas pela comissão, esta poderá propor várias penalidades, entre as quais, afastamento do cargo por determinado período e até mesmo a cassação do mandato, além do ressarcimento do bem público, no caso a camionete furtada que ainda não teria sido recuperada.

     
     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08