• Auto Escola Norte
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Expojipa2 019
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Viva Bela Cosméticos
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Chácara da Sefin
  • Odonto Malini
  • Comissão será formada para buscar solução no caso dos chacareiros sob ameaça de despejo

    Uma comissão especial, encabeçada pelas presidências da Assembleia Legislativa de Rondônia e da Câmara Municipal de Porto Velho, será formada para buscar solu&cc...

    Judiciário
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 07/08/2015 ÀS 15:20:32

    Comissão será formada para buscar solução no caso dos chacareiros sob ameaça de despejo

    Uma comissão especial, encabeçada pelas presidências da Assembleia Legislativa de Rondônia e da Câmara Municipal de Porto Velho, será formada para buscar soluções no caso das cerca de três mil famílias que vivem no setor chacareiro situado na zona Leste da Capital (no fim da Avenida Amazonas), e que estão sendo ameaçadas de despejo por parte de fazendeiro que se intitula dono da terra.




    A comissão será formada por representantes dos chacareiros e da CPT (Comissão Pastoral da Terra) e pelo presidente da Assembleia Legislativa Maurão de Carvalho e presidente da Câmara Municipal Jurandir Bengala, que indicarão outros pares. O objetivo, nesse primeiro momento, é se reunir com a presidência do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ/RO) e com o juiz da causa.




    O caso ganhou a atenção dos deputados estaduais Lazinho da Fetagro (PT), Maurão de Carvalho (PP), Ribamar Araújo (PT) e Jesuíno Boabaid (PTdoB), que tiveram acesso a denuncias apontado que as famílias vêm sendo pressionadas a assinar acordo considerado abusivo, sob a ameaça de serem despejadas, já que existe uma ordem de desocupação da Justiça Estadual.




    Os chacareiros também pediram ajuda ao presidente Câmara Municipal, vereador Jurandir Bengala (PT), que vem acompanhando o caso. “Esse dilema não é de agora. Temos que realmente nos unir e buscar providências com urgência para resolver a  situação dessas famílias, que só querem trabalhar em paz. Mas não vão conseguir ter paz enquanto isso não for resolvido”, declarou Bengala.




    As atividades chacareiras na área são responsáveis por cerca de 30% dos produtos hortifrutigranjeiros que são vendidos nas feiras livres de Porto Velho, segundo informa a Associação dos Moradores do Militão.




    AUDIÊNCIA




     


    A situação de insegurança no Setor chacareiro “Militão” resultou na audiência pública ocorrida no plenário da Assembleia Legislativa na última quinta-feira (06), que reuniu chacareiros, parlamentares, representantes dos executivos municipal e estadual  e de vários órgãos e entidades, além dos superintendentes do patrimônio da União, do programa Terra Legal em Rondônia, e do arcebispo emérito de Porto Velho, Dom Moacir Grechi. 

     

    Fonte - Assessoria

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08