• Faculdade UNIJIPA
  • Zoo Fest
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Chácara da Sefin
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Viva Bela Cosméticos
  • Auto Escola Norte
  • Reveillon do Vera
  • Acusado de matar namorada após teste de fidelidade será julgado hoje

    Judiciário
    4 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 23/10/2019 ÀS 17:33:14

    Acusado de matar namorada após teste de fidelidade será julgado hoje

    CEREJEIRAS RO - Ismael José da Silva, acusado de matar a namorada Jéssica Hernandes Moreira, de 17 anos em um suposto teste de fidelidade está sendo julgado pelo Tribunal do Júri em Cerejeiras, região do Cone Sul do estado nesta quarta-feira (23). A determinação do terceiro julgamento acontece porque a defesa do réu e Ministério Público Estadual (MP/RO) recorrerem da sentença do júri realizado em agosto de 2018.

    Ismael é acusado pelos crimes de homicídio qualificado (motivo torpe, meio cruel, impossibilidade de defesa da vítima e feminicídio) e ocultação de cadáver. Ele chegou hoje ao julgamento por volta das 8h30, acompanhado do advogado e familiares e não falou com a imprensa, seguindo diretamente para o Plenário.

    O júri começou depois das 9 horas e é presidido pela juíza Ligiane Zigiotto Bender. Ao todo, serão ouvidas três testemunhas chamadas pelo MP/RO e cinco pela defesa de Ismael.

    O crime

    Jéssica desapareceu em 20 de abril de 2017, depois que saiu de casa de bicicleta. No mesmo dia, familiares registraram uma ocorrência na polícia informando desaparecimento dela. No dia 24 de abril, a jovem foi encontrada morta na Linha 4, zona rural de Cerejeiras. Duas mulheres que faziam caminhada pela estrada sentiram um forte cheiro e encontraram o corpo envolto em uma lona. No dia seguinte, o namorado dela, Ismael, e o primo dele, Diego de Sá, foram presos suspeitos de envolvimento na morte.

    Segundo a Polícia, Ismael seria extremamente ciumento na relação, estava desconfiado de Jéssica, e decidiu fazer um teste de fidelidade. Com isso, mancomunou com o comparsa dele, Diego para atrair a jovem para um casa, a fim de conseguir alguma confissão de traição. Ismael ficou escondido na casa. Após ouvir a suposta confissão, na versão de Diego, Ismael se descontrolou, deu um golpe com um pedaço de ferro na cabeça da garota. Ela desmaiou e em seguida foi morta pelo namorado a facadas.

    Na Delegacia, Ismael disse que Jéssica assumiu uma traição, mas o delegado acredita que ela pode ter assumido apenas na intenção de descobrir também algo sobre a fidelidade de Ismael.

    Julgamentos

    No dia 9 de setembro de 2017, Ismael da Silva foi julgado e inocentado pelo crime de homicídio pela 2ª Vara Criminal de Cerejeiras. No julgamento, ficou decidido que o primo dele, Diego Sá seria julgado no Tribunal do Júri por conter fortes indícios da participação dele na morte da jovem. A absolvição ocorreu porque documentos e testemunhas mostraram que na hora provável da morte de Jéssica, Ismael estava na Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) da cidade com o acesso de computador logado na unidade. Imagens de câmeras de segurança das proximidades do prédio e uma mensagem mandada por Ismael para Jéssica perguntando o que ela fazia também levaram o juiz a absolvê-lo.

    Em 9 de março de 2018, o TJ-RO reformou a decisão do juiz de Cerejeiras e determinou que Ismael também fosse julgado no Tribunal do Júri. A ordem do TJ para um novo julgamento foi dada após análise de recurso do MP.

    No dia 24 de agosto de 2018, após dois dias de julgamento, foi anunciada a sentença e Ismael da Silva foi condenado a um ano de reclusão por ocultação de cadáver e Diego de Sá a 18 anos por homicídio qualificado e mais um ano por ocultação de cadáver. Ismael foi absolvido do crime de homicídio qualificado.

    No fim de abril deste ano, o TJ anulou a decisão do júri que absolveu Ismael do crime de homicídio. No recurso que levou à anulação do julgamento, o MP argumentou que a decisão foi manifestamente contrária à prova dos autos. O MP e a defesa de Diego também recorreram.


     

    Fonte - G1

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08