De acordo Cláudio Batista, Agente de Transporte da AMT, foram verificados importantes itens, em todos os veículos, como por exemplo: Parte elétrica (luz baixa, luz alta, setas, alertas e limpador de para-brisa). Estrutural do veículo (acentos, cintos de segurança, pneus e chassi. Extintores (se vencido ou não), macaco, triângulo, chave de rodas, e ainda, documentação do veículo entre outros pontos considerados também essenciais. “Em caso de alguma irregularidade ser constatada a empresa é imediatamente comunidade para resolver o problema. Nenhum ônibus será liberado para transportar alunos se não for aprovado pela vistoria”, garantiu Cláudio Duarte.

Táxis

Sobre os táxis, Cláudio Duarte informou que o procedimento é o mesmo, e a Autarquia de Trânsito atende as leis em vigência, e os proprietários devem observar as datas especificadas, conforme a notificação, já entregue. “Todos precisam atender a lei sob o risco de ter o serviço suspenso e/ou até mesmo cancelado, em definitivo”, alertou o Agente de Transporte. Pela Tabela de Chama, a vistoria nos táxis, começa na segunda-feira (8) com os com os Táxi (001) e 121. Dia 13 (sábado) Táxi 002 até Táxi 122; Dia 14 (Domingo), Táxi 003 até o Táxi 113; Dia 15 (segunda-feira) Táxi 004 até o Táxi 114; 16 (Terça-feira) – Táxi 0015 até Táxi 115); Dia 19 (Sexta-feira) – Táxi 006 até Táxi 116; Dia 20 (Sábado) – Táxi 0017 até Táxi 117; Dia 21 (Domingo)- Táxi 008 até 118; Dia 22 (Segunda-feira) – Táxi 009 até Táxi 119, e no dia 23 (Terça-feira) do Táxi do Táxi 010 até o Táxi 120. No ato da vistoria, o condutor titular deve apresentar os seguintes documentos: Cópias da Carteira de Habilitação (CNH)< Carteirinha, Certificado Curdo de Taxista, Laudo Mecânico e Certificado de Certidão Negativa. A vitória tem horário previsto para às 8 horas.