• Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Chácara da Sefin
  • Expojipa2 019
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Viva Bela Cosméticos
  • Auto Escola Norte
  • Odonto Malini
  • Velório é interrompido após morto “apertar” mão da esposa

    Geral
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 18/08/2019 ÀS 15:51:39

     Velório é interrompido após morto “apertar” mão da esposa

    Mundo BizarroDefunto é chamado para trabalhar como coveiro após passar em concursoO concurso ocorreu em 2016 e o homem passou na 15º colocação

    Durante o velório de um homem identificado como Raimundo Bezerra de Sousa, de 61 anos, a mulher do falecido tomou um susto depois de ter sentido que a mão dele apertada a dela, na última sexta-feira (16), em São Luís do Curu (CE). Além disso, outras testemunhas relataram que o corpo chegou a transpirar e estava se mexendo no caixão.

    O homem passou mal na cadeia de Trairi, onde estava preso e, depois internado no hospital de Itapipoca (CE), acabou falecendo às 22h de quinta-feira passada (15). O corpo foi transportado para São Luís do Curu e chegou para o velório ao redor das 8h30 do dia seguinte.

    Por ter percebido que o corpo ainda apresentava sinais vitais, a família do homem entrou em contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas os profissionais que examinaram o corpo acabaram constatando que ele estava mesmo sem vida.

    Mas os familiares ainda não estavam convencidos de que o homem havia, de fato, falecido. Então, decidiram levar o corpo para o Hospital Municipal Antônio Ribeiro da Silva, em São Luis do Curu. Entretanto, mais uma vez foi concluído que Raimundo Bezerra estava morto depois de mais exames. Finalmente, por volta das 18h de sexta-feira (16), o corpo foi sepultado.

    Após susto em velório, especialista explica que movimentos involuntários de mortos são comuns

    coordenador do Laboratório de Anatomia da Universidade Federal do Ceará (UFC), Helson Silveira, informou ser comum ocorrer contrações involuntárias após a morte. Segundo Silveira, esse fenômeno pós-morte pode ser caracterizado porque as células morrem gradativamente e assim há contrações involuntárias do músculo.

    “Às vezes é comum haver esses espasmos e o cadáver contrair a mão, o pé ou até o corpo inteiro. Outro fenômeno que pode acontecer são os gases, urinar, defecar, arrotar. As bactérias começam a se espalhar no intestino e isso dá impressão que o indivíduo está respirando ou se mexendo. São alterações que causam espanto. O suor é comum porque há líquido ainda e esse líquido começa a sair”, disse Herlon. (Com informações do Diário do Nordeste)

    Tópicos

    Jornalista: Rafael Campos


     

    Fonte - Metrópoles

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08