Programação na Escola: parceria traz projeto internacional para Rede Municipal

Educação
4 minutos de leitura

Paulo Portaljipa EM 21/11/2017 ÀS 15:12:01

Programação na Escola: parceria traz projeto internacional para Rede Municipal




Uma parceria entre a Prefeitura de Ji-Paraná e o Centro Universitário
Luterano de Ji-Paraná, Ceulji/Ulbra acaba de entregar certificados de conclusão
de curso a mais de 170 alunos de duas escolas municipais. Detalhe: o
certificado está todo escrito em inglês. Isto porque o projeto Lógica de
Programação na Escola faz parte de um movimento ainda maior chamado Hour of
Code, Hora do Código em português, que atinge dezenas de milhões de estudantes
em mais de 180 países.



De acordo com o coordenador do curso de Sistemas de Informação da
Universidade Luterana e idealizador do projeto, Thyago Bohrer Borges, há pelo
menos quatro anos o Hora do Código está sendo trabalhado pela Universidade, mas
foi no ano passado que ele se transformou no projeto Ensino de Lógica de
Programação na Escola e, por meio da parceria com a Secretaria Municipal de
Educação – Semed, passou a trabalhar com alunos de escolas públicas. Em 2016
participaram do projeto 80 alunos da Escola Almir Zandonadi, localizado no
bairro Novo Horizonte. Este ano o número de alunos participantes mais que
dobrou com a inclusão de alunos da escola Professor Celso Augusto Rocco,
localizada no bairro Brasil Novo.



No início da tarde de ontem, dia 20, todos os alunos participantes do
Ensino de Lógica na Escola foram reunidos no auditório do Ceulji/Ulbra para
receber o certificado de conclusão de curso. “Vejam que o certificado que vocês
vão receber aqui hoje é o mesmo que o Barack Obama (ex-presidente dos EUA)
recebeu há alguns anos”, explicou Thyago.



A Hora do Código começou como uma introdução de uma hora à ciência da
computação, criada para mostrar que qualquer pessoa pode aprender os
fundamentos básicos e participar desta ciência. Somente nos EUA a Hora do
Código contou com a participação de mais de 40 milhões de pessoas. Como uma
organização sem fins lucrativos, a Code.org ganhou parceiros de peso como Mark
Zuckerberg, criador do Facebook, e Bill Gates, fundador da Microsoft. No
Brasil, mais de 3 milhões de estudantes já participaram da Hora do Código.



 



Mais de 170 alunos



O projeto Ensino de Lógica na Escola leva os 176 alunos de 4º e 5º ano das
escolas Celso Rocco e Almir Zandonadi para o laboratório de informática da
Universidade Luterana turma por turma, de terça a sexta-feira, de março a
dezembro, em sessões de uma hora de duração. Lá eles são assistidos pelos
acadêmicos do curso de Sistemas de Informação Iana Pelentir Ramos, Hugo
Frederico Boa e Evandro Murilo Bronstrup Alves da Silva, sendo que os dois
primeiros e mais o aluno do Ifro/Ji-Paraná, William Felício Freire também atuam
nas escolas do Município por meio de um programa de estagiários remunerados
criado pela Semed. As atividades são realizadas na
plataforma Code.org, que utiliza técnicas de programação em bloco, uma
forma lúdica de ensinar crianças do ensino básico e secundário a dar os
primeiros passos em programação de computador.



“Nosso projeto visa dotar esses alunos de um
raciocínio lógico mais aguçado para que no dia-a-dia eles possam fazer a
diferença na sala de aula. Hoje vivemos um dilema em que 70 a 80% das futuras
profissões precisam de conhecimento na computação e somente 8% das pessoas
estudam computação. Portanto, entendemos que estamos dando a essas crianças
conhecimento para o futuro. Elas resolvem problemas utilizando softwares que
eles mesmo criam. Isso vai refletir em praticamente todas as áreas do
conhecimento, como na Física, na Química, na Língua Portuguesa…eles estão
ganhando com isso aprendizado para a vida”, destacou Thyago.



A superintendente
de Ensino da Semed,
Edilaine Alves da Silva Nogueira, representando a secretária de Educação
interina, Márcia Regina de Souza, também enfatizou a questão didática do
projeto, no sentido de, com a computação, o aluno poder “melhorar a qualidade
educacional dele”.



“Foi uma parceria maravilhosa, uma vez
que a Ulbra tem toda uma estrutura, tem os acadêmicos do curso de Sistemas de
Informação para trabalhar com os nossos alunos, tem todo o preparo pedagógico
para trabalhar com nossos alunos e as crianças ficam encantadas com tudo isso,
com sair da escola para vir para um lugar diferente, interessante e participar
dessa realidade tão distante da realidade da maioria deles”, finalizou
Edilaine.

 

Fonte - Assessoria

 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08