• Chácara da Sefin
  • Viva Bela Cosméticos
  •  INSIDE
  • Auto Escola Norte
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Faculdade UNIJIPA
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Materjipa Materiais para Construção
  • EM PARCERIA COM A FIESC, FEDERA

    Florianópolis, 24.5.2016 – O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, participou nesta segunda-feira (23) do lançamento do Movimento Rondônia pela Educa&cced...

    Educação
    5 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 27/05/2016 ÀS 02:41:46

    EM PARCERIA COM A FIESC, FEDERA

    Florianópolis, 24.5.2016 – O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, participou nesta segunda-feira (23) do lançamento do Movimento Rondônia pela Educação, que será liderado pelo presidente da Federação das Indústrias de Rondônia (FIERO), Marcelo Thomé. A iniciativa é inspirada no resultado obtido pelo Movimento Santa Catarina pela Educação, iniciado pela FIESC em 2012. A solenidade, realizada em Porto Velho, também reuniu lideranças educacionais de Rondônia, o governador do Estado, Confúcio Moura, e o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Edilson Souza Silva. 


    Em Rondônia, o Movimento inicia com o apoio do Governo do Estado e de entidades representantes dos trabalhadores. Côrte destacou que o programa de Santa Catarina, lançado em 2012, já alcançou relevantes resultados na melhoria dos indicadores educacionais do Estado. “Já estamos com diversas ações consolidadas. Hoje vivemos um processo de mudanças no campo profissional e a educação deve acompanhar estas alterações. De acordo com o relatório Future of Job Survey (2016), 30% dos empregos atuais não existiam há 10 anos e 65% das crianças de hoje vão se empregar em ocupações que não existem ainda. As novas formas de produção exigirão profissionais com características diferentes das atuais formações”, salientou.
     
    “Nossa convicção é de que o futuro das crianças está acontecendo hoje. Como a sociedade está se preparando para isso? Hoje nós estudamos para ter uma profissão a vida inteira. Amanhã, precisaremos estudar a vida inteira para ter uma profissão. Com esta perspectiva temos a obrigação de preparar nossas crianças para as mudanças que virão e a educação é o recurso para acompanhar este progresso”, concluiu o presidente da FIESC, citando a educadora e poetisa chilena Gabriela Mistral, Prêmio Nobel de Literatura em 1945.
     
    O presidente da FIERO ressaltou que o Movimento de Rondônia foi inspirado no programa executado com sucesso pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina. “A Indústria pela Educação é um movimento exitoso realizado pela FIESC, cujos níveis de excelência nos motivaram a replicá-lo, para alavancar os indicares e alcançar uma melhoria da qualidade da educação ofertada em nosso estado”, disse.
     
    Thomé destacou ainda que a meta é unir forças para dar salto qualitativo nos indicadores educacionais. “É um plano ambicioso, temos consciência disso, mas não impossível. Trata-se de um projeto para as gerações futuras. A educação é um dever do Estado e um direito inalienável das famílias, mas não podemos esquecer que é indispensável a participação da família e da sociedade neste processo. Por isso, é nossa obrigação lutar pela melhoria da educação, deixando um legado melhor para os que virão depois”, explicou.
     
    Confúcio Moura, Governador de Rondônia, destacou que o Movimento era o que faltava para engajar de forma efetiva a participação das empresas nas ações de âmbito educacional. “Precisamos da ajuda de todos para contribuir com o crescimento e melhoria da qualidade da educação. Rondônia sai na frente ao lado de Santa Catarina, com esta proposta inovadora e que tenho certeza que trará muitos benefícios a nossa população”, falou.


    Termo de Cooperação – Na ocasião, Côrte e Thomé assinaram um termo de cooperação técnica para apoio na implantação do Movimento Rondônia pela Educação. O objetivo é mobilizar, articular e influenciar o poder público e a iniciativa privada para melhorar a educação nos aspectos relacionados à escolaridade, qualificação profissional e qualidade do ensino, com foco nas demandas do mundo do trabalho. O governador de Rondônia Confúcio Moura assinou termo de adesão ao Movimento para sinalizar a disposição em apoiar as ações educacionais, corroborando para a melhoria do nível educacional, o aprimoramento profissional e a qualidade da educação.


    São prioridades do Movimento: protagonismo do setor industrial para a melhoria do nível de escolaridade dos seus trabalhadores; Educação básica para o trabalhador da indústria; Educação profissional e tecnológica para o trabalhador da indústria; Fortalecimento das profissões industriais; Articulação e Influência social na Educação em Rondônia; Acesso e conclusão da Educação Básica; Melhoria da qualidade da Educação Básica; Promoção da educação em tempo integral, intensificando a oferta de Ensino Médio articulado com a Educação Profissional; Desenvolvimento profissional dos docentes e gestores.


    O Movimento em SC - Criado em 2012, pela FIESC, com o nome A Indústria pela Educação, tendo como propósito mobilizar as indústrias para a causa da educação, chegou a 2.212 signatários em três anos de existência. Diante da resposta positiva e com a adesão da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo - FECOMÉRCIO no final de 2015 e, mais recentemente, da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina – FAESC e da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina – FETRANCESC, além do envolvimento de trabalhadores e do setor público, a FIESC amplia a atuação do Movimento A Indústria pela Educação, agora chamado Santa Catarina pela Educação.  


     



    Assessoria de Imprensa
    Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina


     

     

    Fonte - Assessoria

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08