Portaljipa
  •  
  •  
  •  

Vermelho ou azul? Saiba como estão as finanças do Estado

Afinal, Rondônia está no azul ou no vermelho? Nessa semana, uma notícia do site da Globo, o G1, informava que as contas do Estado estavam avermelhadas. É uma meia verdade e ...

Economia

POR Paulo Portaljipa EM 15/11/2016 ÀS 16:26:17

Vermelho ou azul? Saiba como estão as finanças do Estado

Afinal, Rondônia está no azul ou no vermelho? Nessa semana, uma notícia do site da Globo, o G1, informava que as contas do Estado estavam avermelhadas. É uma meia verdade e se entenderá a situação, com explicações convincentes que vêm do Palácio Rio Madeira. Rondônia realmente está no negativo quando se trata da queda da arrecadação. Os motivos básicos são três. Nenhum deles depende de ações do Estado. O primeiro, é a queda do FPE, o Fundo de Participação dos Estados, dinheiro que vem da União e que chega com valores cada vez menores, nesses tempos da violenta crise nacional. O outro é a perda de 180 milhões de reais por ano de ICMS, com o fim do funcionamento das usinas termoelétricas. A terceira causa é natural e também influi diretamente na queda do ICMS. Com a baixa do rio Madeira e a grande diminuição nas cargas transportadas através do nosso porto, se foram recursos importantes, que culminaram, no final de tudo, causando prejuízos sérios na arrecadação, em relação ao que o Estado faturava antes desses eventos. Já naquilo que depende da administração estadual, do governador Confúcio Moura e sua troupe, estamos no azul. E Rondônia é uma das poucas unidades da Federação que podem comemorar isso, num momento em que quase todos os demais Estados estão à beira da quebradeira ou já quebraram, como temos o exemplo claro do Rio de Janeiro.

Vejamos: não há atraso de salários do funcionalismo. Pelo contrário, ele é sempre pago dentro do mês, como o será em novembro, com data marcada: dia 29. A segunda parcela do 13º sairá até 10 de dezembro e o salário de dezembro também dentro do mês. Não há atraso de fornecedores. Obras importantes como a Anel Vário de Ji-Paraná e o Espaço Alternativo de Porto Velho estão andando em ritmo acelerado. Então, que fique claro: vermelho, no que não depende da administração rondoniense. Azul, no que depende. Rondônia ainda é, portanto, honrosa exceção nesse quadro de quebradeira nacional. Temos é que comemorar!

CANOS E VASOS

O deputado federal Lindomar Garçon informou, nessa segunda, que finalmente saiu a autorização para o reinício das obras de abastecimento de água em Porto Velho. E também o principal motivo (segundo ele), pelo qual tudo estava parado. Não tem nada a ver com falta de recursos ou algum desvio, como normalmente se suspeita. A questão é que o Instituto do Patrimônio Histórico (Ipham), conseguiu na Justiça ordem de parada das obras, porque havia, no caminho delas, alguns indícios de que locais onde viveram antigas tribos indígenas seriam atingidos. No meio do caminho dos canos, havia uns vasos antigos que não poderiam ser atingidos. A Caerd readaptou o projeto e na semana passada o Ipham topou que as obras continuassem. Garçon diz que elas recomeçaram....

A CAMPANHA E VIDA REAL...

Em Porto Velho, a transição que está sendo tratada entre as equipes do atual prefeito Mauro Nazif e do futuro, Hildon Chaves, está sendo feita como segredo de Estado. Ninguém fala nada. Ninguém conta nada. Todos os membros das duas turmas estão evitando declarações à imprensa. O prefeito eleito está voltando, depois de alguns poucos dias de descanso e provavelmente somente ele poderá falar sobre o assunto. O que ainda não está confirmado é se a promessa de campanha feita por Hildon, de realizar uma completa auditoria nas contas da Prefeitura, antes de sua posse, será mesmo cumprida. A verdade verdadeira é que o discurso de campanha é um; o da vida real é outro. Por enquanto, não se sabe exatamente qual a situação em que se encontram as finanças da Prefeitura. Se souber, Hildon divulgará? Esperemos para ver...

NOSSA CARNE NA EUROPA

Dependendo apenas de acertos entre o governo brasileiro e a União Europeia, as exportações de carne de Rondônia voltam à pauta no ano que vem., Comissão que veio ao Estado aprovou a volta das negociações, depois de visitar propriedades rurais dos produtores e as plantas dos frigoríficos aqui instalados. Ou seja, depois de um período de dificuldades, voltaremos a comercializar nossa carne – considerada uma das melhores do mundo – com o conjunto de países que representa a União Europeia. Será criado um cronograma de exportações, reabrindo um mercado onde estávamos com dificuldades de chegar novamente. A partir de agora, desde que os acordos comerciais internacionais entre Brasil e a União Europeia sejam referendados, teremos um significativo aumento das exportações de carne.

DINHEIRO FALSO

Quase todo o ano, ainda mais nessa época de circulação de mais dinheiro por causa da proximidade das festas de final de ano, se tem notícias da circulação de dinheiro falso. Nesses últimos dias, as queixas se avolumaram. Vendedores da feira do Produtor, em Porto Velho, têm sido vítimas frequentes. Uma mulher que trabalha há anos no local, disse que só ela já foi enganada duas vezes, com duas notas falsas de 100 reais. Em Rolim de Moura, uma dupla foi presa com mais de 30 notas fajutas de 20 reais, quando o frentista de um posto reconheceu a falsificação. Em outras cidades, o problema também tem sido detectado. É bom ficar de olho. Sempre checar a qualidade das notas, observar a linha d´água e outros requisitos orientados pela Casa da Moeda. E avisar a polícia, em caso de suspeita. Na Feira do Produtor, na Capital, um dos suspeitos pilota uma moto vermelha e anda de capacete preto. Quem o identificar, que denuncie à polícia.

BEBÊ QUEBRADO

O caso de um recém nascido que teve a clavícula quebrada e que ficou dois dias sem atendimento, chorando de dor, é mais um daqueles registrados na Maternidade Municipal, de que não se consegue uma explicação convincente. Denunciado pela família ao jornalismo da SICTV/Record, a repercussão foi imediata, causando grande número de protestos. Embora na grande maioria dos casos na Maternidade o atendimento seja positivo, sem problemas, há essas exceções que causam enormes prejuízos à imagem da instituição e, pior, às famílias que utilizam os serviços ali prestados. No caso recente, quem descobriu o problema – 48 horas depois do nascimento – foi uma estagiária de Medicina. Não fosse ela, a criança estaria berrando até agora. Uma vergonha!

PERGUNTINHA

Depois de mais um pacote de denúncias de que o ex Presidente Lula teria recebido propina, dessa vez em dinheiro vivo, denunciado pela revista Veja no final de semana, será que o juiz Moro vai agir?




 

Fonte - Sérgio Pires

Fotográfo - Divulgação

 
 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08
  •  
  •  
  • Portaljipa