• Expojipa2 019
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Chácara da Sefin
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Odonto Malini
  • Auto Escola Norte
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Viva Bela Cosméticos
  • Opep chega a acordo para cortar produção e petróleo sobe 5%

    Os preços do petróleo fecharam em alta de mais de 5% nesta quarta-feira (28), após notícia de que a Organização dos Países Exportadores de Petró...

    Economia
    3 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 29/09/2016 ÀS 11:54:08

    Opep chega a acordo para cortar produção e petróleo sobe 5%

    Os preços do petróleo fecharam em alta de mais de 5% nesta quarta-feira (28), após notícia de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) alcançou um acordo para reduzir sua produção de petróleo.


    O acordo prevê um corte na produção para uma faixa entre 32,5 milhões e 33 milhões debarris por dia (bpd), ante a atual produção de 33,24 milhões de bpd, segundo a agência Reuters.

    "A OPEP tomou uma decisão excepcional hoje... Após dois anos e meio, a Opep alcançou consenso para gerir o mercado", disse o ministro do Petróleo iraniano Bijan Zanganeh, que havia entrado repetidamente em rota de colisão com a Arábia Saudita em encontros anteriores.


    O corte na produção é o primeiro do gênero desde 2008. O quanto cada país vai produzir deverá ser decidido na próxima reunião formal da Opep em novembro, quando um convite para se unir aos cortes deverá ser estendido para países fora do grupo, como a Rússia, informa a Reuters.


    A reunião informal da Opep aconteceu em Argel nesta quarta com o objetivo de conter o excesso de oferta no mercado global, que tem levado a uma acentuada queda de preços vista desde meados de 2014.


    Os preços do petróleo despencaram devido a uma oferta muito elevada, resultante do "boom" de hidrocarbonetos de xisto americanos e da estratégia da Opep de manter sua produção para não perder fatias de mercado.


    Reunião
    O ministro de Energia do Catar, Mohamed Saleh Al-Sada, disse que a reunião de Argel foi muito longa, mas histórica, afirmando que o nível de redução por país será definido antes da próxima reunião do cartel, prevista para 30 de novembro.


    O representante do Catar afirmou ainda que a reunião se desenvolveu "em uma atmosfera muito positiva que reflete a forte coerência na Opep", a fim de impulsionar os preços, que caíram mais de 50% desde meados de 2014.


    "Foi inesperado, com certeza. Ninguém que eu conheço viu isso acontecendo. O mercado não parece estar posicionado para isso. Os fundamentos dos EUA já estão mais apertados do que nós esperávamos, e deve ficar mais apertado", disse à Reuters Scott Shelton, corretor do setor de energia e especialista em commodities da ICAP em Durham, na Carolina do Norte.


    Segundo duas fontes da Opep disseram à Reuters, uma vez que as metas de produção forem atingidas, a Opep vai buscar cooperação de produtores de fora do grupo.


    Trabalhador caminha por campo de petróleo na cidade de Nefteyugansk, na Rússia (Foto: Reuters/Sergei Karpukhin)

    Trabalhador caminha por campo de petróleo na cidade de Nefteyugansk, na Rússia (Foto: Reuters/Sergei Karpukhin)
     

    Fonte - Das Agências

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08