• Reveillon do Vera
  • Viva Bela Cosméticos
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Chácara da Sefin
  • Auto Escola Norte
  • Zoo Fest
  • Faculdade UNIJIPA
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Com pré-sal, Petrobras anuncia recordes de produção no 3º trimestre

    Economia
    3 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 18/10/2019 ÀS 09:48:57

    Com pré-sal, Petrobras anuncia recordes de produção no 3º trimestre

       RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A Petrobras informou nesta quinta (17) o registro de recordes diário e mensal de produção durante o terceiro trimestre de 2019.  Na média trimestral, a empresa produziu 2,878 milhões de barris de petróleo e gás, alta de 9,3% em relação ao trimestre anterior e de 14,6% na comparação com o mesmo período de 2018.

    Os dados fazem parte do Relatório de Produção e Vendas da empresa, que passou a divulgar esses dados antes da publicação do balanço, a exemplo do que faz a Vale.

    Segundo o texto, o crescimento da produção é resultado da instalação de sete plataformas de produção entre 2018 e 2019, seis delas no pré-sal da Bacia de Santos. Juntas, elas contribuíram com 555 mil barris por dia para a média trimestral. 

    Em agosto, a empresa bateu seu recorde mensal de produção, chegando a três milhões de barris por dia. No mesmo mês, bateu seu recorde diário, com 3,1 milhões de barris por dia.

    No relatório, a empresa diz que o resultado mostra 'sólido desempenho operacional' no período. No quarto trimestre, uma nova plataforma entrará em operação, também no pré-sal da Bacia de Santos.

    Os campos do pré-sal já representam 60% da produção da estatal no Brasil. Já as operações fora do pré-sal mostraram estabilidade, fechando o trimestre na média de 706 mil barris por dia -0,8% a mais do que no trimestre anterior e 4,9% a menos do que no mesmo período de 2018.

    Na área de refino, a Petrobras ampliou a utilização de suas refinarias, que operaram com 80% da capacidade no trimestre, contra 76% no trimestre anterior.

    A empresa produziu 1,816 milhão de barris de combustíveis por dia, 2,9% a mais do que no trimestre anterior e praticamente estável com relação ao registrado um ano antes.

    As vendas, porém, representam queda de 7% com relação ao mesmo trimestre de 2018, quando o preço do diesel estava tabelado e a concorrência com importados caiu.

    O volume de vendas do combustível registra queda de 8,7% nessa base de comparação, chegando a 770 mil barris por dia. Segundo a estatal, o desempenho reflete o 'aumento da participação de competidores no mercado'.

    A maior competição também impactou nas vendas de gasolina pela estatal, que caíram 2,7% em um ano, para 377 mil barris por dia.

    Com menor venda de combustíveis e maior produção de petróleo, o saldo comercial da companhia cresceu 708,6% com relação ao mesmo período de 2018, chegando a 469 mil barris por dia -a empresa exportou 801 mil e importou 332 mil barris por dia.

     

    Fonte - FOLHAPRESS

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08