Barbosa assume Fazenda, diz fonte; veja perfil e repercussão

Brasília - Nelson Barbosa será o novo ministro da Fazenda no lugar de Joaquim Levy, e o anúncio oficial será ainda nesta sexta-feira, disse à Reuters ...

Economia
3 minutos de leitura

Paulo Portaljipa EM 18/12/2015 ÀS 18:27:41

Barbosa assume Fazenda, diz fonte; veja perfil e repercussão

Brasília - Nelson Barbosa será o novo ministro da Fazenda no lugar de Joaquim Levy, e o anúncio oficial será ainda nesta sexta-feira, disse à Reuters uma fonte do Palácio do Planalto.


Barbosa era ministro do Planejamento, onde será substituído por Valdir Simões, atual ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU).


O nome de Barbosa já havia circulado como possibilidade para a Fazenda pós-Mantega. Ele tem proximidade com Dilma e experiência de governo, mas os mercados temem que esta "solução interna" signifique relaxamento da ortodoxia.


Em disputas com Levy, Barbosa ficou no lado de metas mais flexíveis e cortes menos severos nos gastos públicos.


Repercussão


Alex Agostini, economista-chefe da Austin Ratings, considera que foi uma atitude "caseira e equivocada" do governo:


"Enquanto todos pediam austeridade, o governo opta por alguém com perfil heterodoxo. Mas acho que isso faz parte da estratégia do governo que, agora que perdeu o segundo selo de grau de investimento, deve colocar em prática seu plano de tentar reverter o quadro econômico com menos austeridade fiscal. Mas acho que os mercados vão reagir muito negativamente na segunda-feira, como ocorreu hoje quando havia o boato".


Para Marcos Troyjo, diretor do BRICLab da Universidade de Columbia em Nova York, as questões mais prementes continuam sendo em relação ao grau de autonomia do ministro e ao rumo geral do governo:


"Levy era o nome certo na hora certa, mas seu trabalho foi minado dentro e fora do governo. Ele jamais deixou de ser um "estranho no ninho" – e, por isso, o alcance de sua passagem pelo governo foi bastante limitado. O cálculo de ganhos e perdas com a sua saída não é em função da entrada de Nelson Barbosa, mas sobretudo do grau de apoio e autonomia com que o ministro contará para realizar seu trabalho e da qualidade de seu "plano de voo".


Bernardo Guimarães, professor titular da Escola de Economia da Fundação Getúlio Vargas em São Paulo, diz não acreditar "que o Nelson vá buscar reeditar as políticas econômicas de 2011-2013, pelo menos não nesse momento. Ele deve buscar um ajuste fiscal para equilibrar as contas e, talvez, tenha uma chance maior de consegui-lo".


Troyjo concorda que dificilmente haverá uma guinada: "Os possíveis "planos de voo" em termos de política econômica para um período pós-Levy não comportam muitas variações – a não ser realmente que o governo tenha uma recaída intervencionista e decida por uma versão 2.0 da danosa "nova matriz econômica", que causou tantos estragos país durante o primeiro mandato de Dilma."


Perfil


Nelson Barbosa é Mestre e Bacharel em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), PhD em Economia pela New School for Social Research de Nova York e professor titular da Fundação Getúlio Vargas (FGV).


Ele foi Secretário de Acompanhamento Econômico (2007-08), Secretário de Política Econômica (2008-10) e Secretário Executivo do Ministério da Fazenda (2011 a 2013).


Foi também Presidente do Conselho do Banco do Brasil (2009-13) e Membro do Conselho de Administração da Vale (2011-13) e teve passagens pelo Banco Central do Brasil (1994-97), BNDES (2005-06) e Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (2003).

 

Fonte - Exame

Fotográfo - Divulgação

 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08