• Materjipa Materiais para Construção
  • Supermercado Irmãos Gonçalves
  • Odontologia Drº  Thiago Ribeiro
  • ~GIRO RÁPIDO LAVA JATO
  • Viva Bela Cosméticos
  • MS Ar Condicionado
  • AABB-JIPA - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Instituto de Olhos Caius Prieto Ji-Parana
  • Ana
  • CASA DE ALTO PADRÃO A VENDA EM JI-PARANÁ
  • Rondônia não vacinará contra febre aftosa, mas declaração dos rebanhos é obrigatória

    Agronegócios
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 09/04/2020 ÀS 21:39:50

    Rondônia não vacinará contra febre aftosa, mas declaração dos rebanhos é obrigatória

    A declaração dos rebanhos, incluindo bovinos, búfalos, ovelhas, cabras e suínos, continua obrigatória. “A declaração dos rebanhos é fator preponderante para que tenhamos segurança nessa nova fase, sem vacinação”, avalia o presidente da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron), Júlio Cesar Rocha Peres.

    Na última semana, o Ministério da Agricultura (Mapa) publicou nota técnica destacando mais uma vez os avanços do plano Estratégico 2017-2026 do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PE-PNEFA) que, em dois anos, apresentou evoluções substanciais, tanto em Rondônia quanto nos demais estados que compõem o Bloco I (Acre e parte do Amazonas e do Mato Grosso).

    Isso é possível porque, de acordo com o Mapa, após a reunião realizada no dia 19 de março, foi verificado que todos estados que compõem o Bloco I estão com nível satisfatório de cumprimento das ações previstas no PNEFA, inclusive com a instalação dos oito postos fixos para controle do trânsito de animais na futura zona.
    Na nota, o Mapa registra que, em Rondônia, as ações necessárias para evolução com segurança para a condição de zona de livre de febre aftosa sem vacinação estão sendo executadas em conformidade e atendendo o cronograma. Ou seja, a parceria dos produtores com a Idaron obteve bons resultados no plano de erradicação e prevenção da febre aftosa. “Fizemos um trabalho sério e, com a ajuda dos produtores, em 20 anos de campanha de vacinação, alcançamos um status desejado por todos os mercados consumidores de carne bovina. Muitos estados ainda precisarão vacinar contra a aftosa, mas Rondônia não, precisaremos apenas declarar os rebanhos”, destacou Júlio Cesar Rocha Peres.
    Com essas informações em mãos, no mês de maio, o produtor poderá acessar o site da Idaron e fazer sua declaração online. E, se ainda não possuir uma senha de acesso, o produtor deve se cadastrar no site o quanto antes e obter sua senha.
     

    Fonte - Assessoria

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08