• Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Expojipa2 019
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Auto Escola Norte
  • Odonto Malini
  • Chácara da Sefin
  • Viva Bela Cosméticos
  • Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Pecuaristas brasileiros querem fim da vacinação contra aftosa até 2020, diz CNPC

    Resultados de pesquisa finalizada no mês de março serão apresentados durante encontro sobre o assunto, no Uruguai A maior parte dos pecuaristas brasileiros acredita que o pa&iac...

    Agronegócios
    2 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 05/04/2016 ÀS 12:52:12

    Pecuaristas brasileiros querem fim da vacinação contra aftosa até 2020, diz CNPC

    Resultados de pesquisa finalizada no mês de março serão apresentados durante encontro sobre o assunto, no Uruguai



    A maior parte dos pecuaristas brasileiros acredita que o país deve diminuir progressivamente a vacinação contra a febre aftosa até 2020. A informação está em pesquisa feita pelo Conselho Nacional da Pecuária de Corte (CNPC), que será apresentada durante o encontro da Comissão Sulamericana de Luta contra a doença, entre os dias 7 e 8, em Punta del Este, Uruguai.


    O trabalho será divulgado pelo vice-presidente do CNPC, Sebastião Guedes, que também preside oGrupo Interamericano para Erradicação da Febre Aftosa (Giefa). No levantamento, 90% do consultados apoiou a ideia de eliminar até 2020 a vacinação contra a doença, feita em duas etapas anuais no Brasil.


    O argumento do CNPC é o de que 84% do rebanho brasileiro estão em localidades onde não há registros de aftosa por períodos que variam de 10 a 22 anos. O status de livre da doença sem vacinação facilitaria o acesso a mercados importantes para a carne bovina brasileira.


    “Os pecuaristas poderão expandir as receitas com seus rebanhos e fazer com que se tornem mais competitivos no mercado mundial de carne bovina, no chamado ‘segmento ou circuito não-aftósico’”, diz a nota divulgada pelo CNPC.


    De acordo com o Conselho, esse mercado é avaliado em U$ 12 bilhões. A pecuária bovina fica de fora, informa a entidade, devido à “insegurança dos países importadores” – como Japão, Coréia do Sul, Singapura, México, Estados Unidos e Canadá entre outros.


     


     

    Fonte - Globo Rural

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08