• Dr. Flavio Carlos Otorrinolaringologia
  • Materjipa Materiais para Construção
  • Chácara da Sefin
  • Viva Bela Cosméticos
  • Auto Escola Norte
  • Universidade Unopar Polo Ji-Paraná
  • Odonto Malini
  • Expojipa2 019
  • J.R. Mendonça de Barros projeta alta de 2,2% do PIB da Agropecuária em 2016

    O Produto Interno Bruto (PIB) da Agropecuária deve continuar crescendo em 2016, acompanhado de nova queda do PIB nacional, na avaliação do economista e s&oacut...

    Agronegócios
    3 minutos de leitura

    Paulo Portaljipa EM 06/03/2016 ÀS 01:41:43

    J.R. Mendonça de Barros projeta alta de 2,2% do PIB da Agropecuária em 2016

    O Produto Interno Bruto (PIB) da Agropecuária deve continuar crescendo em 2016, acompanhado de nova queda do PIB nacional, na avaliação do economista e sócio da MB Associados, José Roberto Mendonça de Barros. "Nós projetamos queda do PIB como um todo e apenas a agropecuária tem possibilidade de crescimento. A estimativa é de crescimento de 2,2% do PIB da Agropecuária em 2016", disse Mendonça de Barros ao Broadcast Agro, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB da Agropecuária cresceu 1,8% em 2015 em comparação com 2014, enquanto o PIB de 2015 do País recuou 3,8% no ano passado em relação ao ano anterior.


    O maior crescimento para o PIB da Agropecuária de 2016 projetado pela consultoria, segundo Mendonça de Barros, se deve ao fato de os cálculos não considerarem eventuais adversidades climáticas que venham a ocorrer durante o ano.


    O economista destacou dois pontos como diferenciais da agropecuária brasileira. Um deles é o crescente ganho de produtividade das lavouras. "O agro é o único setor relevante da economia brasileira que tem no centro do seu modelo de negócios a aplicação de ciência e tecnologia que resulte em sistemático aumento de produtividade, o que permite absorver os aumentos dos custos de produção", explicou.


    Outro aspecto destacado pelo sócio da MB Associados que deve sustentar o crescimento do PIB agropecuário este ano é a competitividade do agronegócio brasileiro no mercado internacional. "O setor sempre foi muito competitivo lá fora. Por isso, é quem mais se beneficia da desvalorização do real (ante o dólar)", acrescentou Mendonça de Barros.
    Já para o PIB do País, o economista projeta novo recuo de 3,8% em 2016. O PIB da Agropecuária, que responde por apenas 7% do resultado do PIB nacional, vai "evitar que o PIB do Brasil caia mais", disse Mendonça de Barros.


    O PIB da Agropecuária não inclui os dados da cadeia de fornecedores do agronegócio, que contribuem para que o peso do setor como um todo no PIB nacional suba para 23%.


    Pelas projeções da MB Associados, o resultado negativo do PIB nacional vem acompanhado de uma queda de quase 10% no PIB da Indústria. O setor de construção civil, que integra o PIB da Indústria, deve recuar mais de 10% pela estimativa da consultoria. "A produtividade industrial não tem crescido nos últimos 15 anos, enquanto o custo cresce. Já os ganhos de produtividade do agronegócio são resultado de décadas", disse o economista.


    Autoria: Estadão Conteúdo

     

    Fonte - Assessoria

    Fotográfo - Divulgação

     
     
     
     
     
    Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
    Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08