Governo quer que população rondoniense consuma mais peixe, em especial o pirarucu

“A produção de pescado em Rondônia cresce a cada dia, enquanto o consumo se mantém quase estacionado o que dificulta a cadeia produtiva pois, quando a demanda &eacut...

Agronegócios
2 minutos de leitura

Paulo Portaljipa EM 16/07/2015 ÀS 20:02:27

Governo quer que população rondoniense consuma mais peixe, em especial o pirarucu

“A produção de pescado em Rondônia cresce a cada dia, enquanto o consumo se mantém quase estacionado o que dificulta a cadeia produtiva pois, quando a demanda é reprimida, o rodízio (cria, engorda, comércio) fica prejudicado”, afirmou o vice-governador Daniel Pereira, quando presidia reunião nesta quinta-feira (16), no Palácio Getúlio Vargas. Enquanto a produção de pescado em geral cresce consistentemente, a de pirarucu cresce exponencialmente.


Alternativas para o consumo imediato do pirarucu estocado e em produção foram amplamente debatidas durante a reunião em que participaram gestores de 11 órgãos de Governo, mediada pelo vice-governador.


O foco principal foi para a conscientização da população para os benefícios do consumo de pescado para a saúde e a valorização do alimento produzido em Rondônia, que pouco é consumido nos lares, restaurantes, hotéis e também a pouca demanda em supermercados, mercados e feiras. “Somos o maior produtor de peixe nativo do Brasil e a meta estabelecida pelo governador Confúcio Moura é nós triplicarmos a produção, para até 2018, passarmos a produzir 250 mil toneladas ao ano“, informou Ilse Oliveira, superintendente federal do Ministério da Pesca e Aquicultura em Rondônia.


Em razão da grande quantidade de alternativas proposta na reunião, Daniel Pereira, agendou quatro reuniões na segunda-feira (20), que acontecerão durante todo o ‘Dia do peixe em Rondônia’, iniciando às 10h na Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária (Seagri), para definir a criação de cooperativas que fornecerão o pescado às escolas estaduais. No mesmo horário, os representantes da Sejus e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), se reunirão com todos os fornecedores que cumprem contratos oriundos de certames licitatórios, para apresentar as mudanças de cardápios montados pelos nutricionistas das duas Secretarias de Estado, incluindo o pescado.


Demanda reprimida mobiliza governo, para aumentar o consumo de pirarucu


Às 11h haverá reunião com os empresários da piscicultura, donos de frigoríficos, para tratar do processamento (corte, desossa, embalagem) a fim de que chegue nas escolas e possa ser armazenado em freezers comuns. Após o almoço, onde serão degustados pratos à base de pirarucu, às 15h, será a vez de reunir a iniciativa privada, como a Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero), a Federação do Comércio de Rondônia (Fecomércio) e os demais representantes dos mercadistas, bares, restaurantes e hotéis, para traçar estratégias que aumentem o consumo de peixe no Estado.





Fonte
Texto: Marco Aurélio Anconi
 

Fonte - Assessoria

Fotográfo - Divulgação

 
 
 
 
 
Portaljipa © Direitos Reservados - Conheça os nossos Termos de uso
Portaljipa - Seu guia virtual! - 27.316.530/0001-08